Feirão das Oportunidades de Emprego atrai centenas de cidadãos à sede do NAT

A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, através do Núcleo de Apoio ao Trabalho (NAT), iniciou na manhã desta terça-feira, 02, o programa Feirão das Oportunidades de Emprego. A ação, que acontecerá até a próxima sexta-feira, 05, tem como objetivo principal proporcionar e facilitar a entrada ou retorno dos socorrenses no mercado de trabalho.

Quem explica como funciona o Feirão é o diretor do NAT, Alessandro Santos. “Todos que vierem ao NAT até o dia 05 já sairão daqui inscritos para realizarem o processo seletivo na próxima semana. A primeira etapa dessa seleção será realizada no próprio NAT e em seguida, os aprovados desta fase realizarão a segunda etapa na empresa solicitante, seja de Socorro ou em qualquer outra parte do Estado, de acordo com as necessidades dessa empresa. Mas nós iremos sempre estar intermediando e capacitando nossos cadastrados para facilitar a entrada deles no mercado de trabalho”, explicou.

Ainda segundo o diretor, estão sendo esperados cerca de 10 mil pessoas durante esses quatro dias de Feirão. “Estamos trabalhando muito para atender todos os socorrenses que estão vindo fazer suas inscrições, porque sabemos o quanto é importante oportunizar meios para eles alcançarem uma vaga no mercado tão concorrido. Nossa expectativa é realizar a inscrição de mais ou menos 10 mil pessoas. Estamos também disponibilizando mais de 20 modalidades de cargos para que os socorrenses possam escolher com mais multiplicidade a função que mais se encaixe com seu perfil”, afirmou.

Para a moradora do conjunto João Alves, Ariane Nascimento, de 30 anos, essa é uma grande oportunidade para conseguir uma vaga no ramo em que tem experiência. “Fiz minha inscrição no cargo de auxiliar de telemarketing, porque já trabalhei nessa área e isso pode me ajudar. Estou muito confiante e espero que todos que vierem ao NAT consigam alcançar uma vaga em alguma empresa. É muito importante o trabalho que eles vêm fazendo para todos nós, porque além de nos encaminhar para seleção de empregos, eles ainda realizam cursos de capacitação para nos deixar mais preparados”, relatou.

Quem também esteve participando do Feirão foi o morador do Porto Grande, Carlos Fernando, de 33 anos. “Essa oportunidade é uma luz em meio a escuridão que estamos passando com tanta falta de emprego. Estou desempregado a mais de um ano, mas estou esperançoso em receber um retorno positivo desse Feirão.  Já tenho uma formação de mecânico/montador, mas estou aberto a exercer uma nova função, em outra área, porque sei como as coisas estão difíceis. O importante é ter um emprego”, disse.

Reportagem: Isadora Pinho

Foto: Edilson Menezes

Comente: