Festival do Caranguejo: passeio ciclístico envolve aracajuanos e turistas

caranNem só a gastronomia compõe o Festival de Caranguejo. A programação do evento também contou com um passeio ciclístico em toda extensão da Passarela do Caranguejo. A atividade esportiva aconteceu no final da tarde deste sábado, 29, e contou com a participação de praticantes da modalidade ciclismo e pessoas que buscaram uma atividade de lazer diferenciada.

A organização do fim de tarde esportivo ficou por conta da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo (SEMICT) e contou com o apoio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), que monitoraram todo trajeto para garantir a segurança dos participantes.

O passeio ciclístico foi aberto ao público e dispensou inscrições. Aos interessados, bastou comparecer ao marco inicial da pedalada, pegar a camisa e viseira de identificação. O secretário da SEMICT, Walker Carvalho, ressalta que todo material foi distribuído gratuitamente. “Essa é uma cortesia do poder público para dar uma maior motivação ao Festival do Caranguejo e começarmos a gastar as calorias que estamos consumindo durante o período do evento”, descontrai.

O supervisor do ciclopatrulhamento da GMA, Josefran Santos, explica que o passeio contou com a colaboração de 13 GMs para preservar a integridade física dos participantes. “Antes do passeio, fizemos uma análise prévia do circuito, contamos a quilometragem e pensamos em estratégias para evitar que aconteçam atropelamentos e isolamos a frente, a lateral e o fundo da nossa faixa para dar mais segurança aos participantes”, informa.

O supervisor reforça que para esse tipo de atividade coletiva, a presença de agentes de trânsito é essencial. “Nós usamos um lado da pista e o outro fica livre para que não haja complicações no trânsito. Então, os agentes norteiam nosso trajeto e alertam aos demais veículos para evitar acidentes. É uma ação conjunta”, endossa.

Pedalando pela passarela, o guia de turismo Marcos Venício notou uma movimentação diferente resolveu participar do passeio ciclístico. Na avaliação dele, tanto a ação coletiva quanto o festival de caranguejo são importantes para sair da rotina e atrair as pessoas para mostrar o que é que Aracaju tem. “O festival é importantíssimo. No turismo como um todo, a gastronomia ocupa um espaço que movimenta cerca de 50% da economia no setor. Portanto, é uma ação louvável e que merece todo destaque”, opina.

O psicólogo Roberto Luis é ciclista e soube do passeio coletivo através de uma marcação feita nas mídias digitais na internet. “Achei a ação bacana e resolvi participar. É uma maneira bem legal de atrair os olhares para o festival e ainda alertar sobre a mobilidade urbana”, diz. Ele também trouxe a namorada para participar e conta que está curioso para degustar as receitas que tem como item principal o caranguejo. “São muitos bares e restaurantes envolvidos. Soube de um hambúrguer de siri que me deu muita vontade de provar e claro, os tantos outros pratos criados em alusão ao evento”, acrescenta.

Motivada pelo namorado, a engenheira Rosa Luísa revela que não costuma pedalar mas, gostou da ideia de aproveitar a tarde praticando atividade física. “Já fazia algum tempo que não pedalava e vi neste passeio, uma oportunidade de voltar a andar de bicicleta. É uma forma bem bacana de conferir o que há de novo na passarela. Ainda mais porque está acontecendo um festival que reforça uma característica muito forte do sergipano que é comer caranguejo”, avalia.

O município está vivenciando a primeira edição do Festival de Caranguejo que prossegue até o dia 7 de setembro. O evento reúne 36 estabelecimentos, entre bares e restaurantes, espalhados por Aracaju, com pratos exclusivos feitos do crustáceo mais popular da cidade.

Comente: