TV Alese: Programação de 5 a 7 de abril

Acompanhe a agenda semanal da TV Alese (Canal 5.2) no período de 5 a 7 de abril. As sessões legislativas, os programas e os debates são tratados enquanto instrumentos de transparência e cidadania, oferecendo um conteúdo diversificado com o intuito de ampliar ainda mais a relação do parlamento com o povo sergipano.

Programa Congresso em Pauta (9h)

Terça-feira, 5 de abril

Tema: Mudanças nos registros de imóveis (Projeto de Lei 4188/21)

– Institui um marco legal para o uso de garantias destinadas à obtenção de crédito no país. Pelo texto em análise na Câmara dos Deputados, será possível utilizar um mesmo imóvel como garantia em diferentes operações de financiamento, o que não é possível atualmente. Discutida em conjunto com a PM 1085 – Esta Medida Provisória dispõe sobre o Sistema Eletrônico dos Registros Públicos – SERP, de que trata o art. 37 da Lei Nº 11.977, de 7 de julho de 2009, e moderniza e simplifica os procedimentos relativos aos registros públicos de atos e negócios jurídicos, de que trata a Lei Nº 6.015, de 31 de dezembro de 1973, e de incorporações imobiliárias, de que trata a Lei Nº 4.591, de 16 de dezembro de 1964.

Quarta-feira, 6 de abril

Tema: PL 3917/21

– Estabelece diretrizes para programas de doação de medicamentos de uso humano para dispensação à população.

Quinta-feira, 7 de abril

Tema: PEC 22/11

–  Acrescenta parágrafos ao art. 198 da Constituição Federal, dispondo sobre a responsabilidade financeira da União, co-responsável pelo SUS, na política remuneratória e na valorização dos profissionais que exercem atividades de agente comunitário de saúde e agente de combate às endemias.

Programa Além da Pauta (14h30)

Pressão estética

Terça-feira, 5 de abril

Tema: Pressão estética e cirurgias plásticas (cuidados necessários e os riscos pelo excesso de intervenções)

– O Brasil é o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo. Segundo pesquisa desenvolvida pela Sociedade Internacional de Cirurgias Plásticas (Isaps), em 2019, foram realizadas quase 1,5 milhão de operações cirúrgicas com fins estéticos no país, o que representa 13,1% do todas as cirurgias realizadas no mundo. As principais intervenções foram aumento de seios, lipoaspiração e cirurgia nas pálpebras. A pesquisa apontou também um aumento de 28%, em relação a 2018, nas intervenções estéticas não cirúrgicas no Brasil.

Quarta-feira, 6 de abril

Tema: O papel da mídia e redes sociais na criação de padrões estéticos

– Das capas de revistas às telas de cinema e televisão, por muitas décadas, os meios de comunicação tradicionais foram responsáveis por propagar ideais de beleza, especialmente, nos conteúdos voltados para as mulheres. 

Com a revolução da internet e das redes sociais, a pressão por padrões estéticos atingiu um novo patamar. O aumento no número e alcance de anúncios publicitários, o papel das influenciadoras digitais e os filtros de fotos reforçaram padrões antigos e criaram novos ideais cada vez mais inatingíveis. Ao mesmo tempo, as redes sociais se tornaram espaço de disputa de novas tendências que procuram valorizar os tipos físicos que não tinham visibilidade na mídia tradicional.

Quinta-feira, 7 de abril

Tema: Os impactos psicológicos da busca por padrões de corpo e beleza

– Transtornos alimentares, consumo abusivo de remédios e excesso de cirurgias plásticas são alguns dos problemas apontados como resultado da busca incessante por corpos e rostos perfeitos. Questões que têm afetado não apenas os adultos, mas também os jovens e adolescentes. Um estudo da Fundação de Saúde Mental do Reino Unido revelou que 35% das pessoas entre 13 e 19 anos possuíam preocupações constantes com a sua imagem corporal. No Brasil, o número de procedimentos estéticos em adolescentes cresceu 141% nos últimos dez anos, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Dos quase 1,5 milhão de cirurgias realizadas em 2016, 97 mil foram em pessoas de até 18 anos.

Programa Elas no Comando (16h30)

Terça-feira, 5 de abril

Tema:  Crescimento da bancada feminina no parlamento estadual

– Diversas iniciativas de apoio à candidatura de mulheres surgiram nos últimos anos, e isso tem colaborado para o crescimento da representatividade feminina na política. Nas Assembleias Legislativas foram eleitas 161 representantes no parlamento estadual. Um crescimento de 41,2% em relação a 2014, quando foram escolhidas 114 mulheres para o cargo de deputada estadual.

Quarta-feira, 6 de abril

Tema: Cia de Arte Alese/ A mulher nas peças teatrais da Cia

– Criado em 2015, a Cia de Arte da Assembleia Legislativa de Sergipe desenvolve espetáculos de cunho educativo e realiza oficinas em comunidades de pouco acesso à cultura e arte. O grupo é formado por cinco atores, sendo duas mulheres. A equipe é responsável pela realização dos projetos, desde a criação das peças, esquetes e performances, como também confecção de figurinos e cenários.

Quinta-feira, 7 de abril

Tema: Os desafios da mulher nas funções militares

– A luta por igualdade de oportunidades fez com que milhares de mulheres ao redor do mundo se unissem para ter direito a melhores condições de trabalho. No meio militar, a mulher vem cada vez mais desempenhando um papel de importância. Funções que antes eram ocupadas somente pelo sexo masculino, atualmente, são ocupados por mulheres também.

Foto: Joel Luiz