Trezena de Santo Antônio inicia no Centro Cultural, mantendo firme a tradição

A festividade em comemoração ao primeiro santo do ciclo junino foi marcada pela abertura da quarta edição da exposição ‘13 Noites com Antônio’, realizada na noite desta sexta-feira, 1º de junho, no Centro Cultural da capital. A mostra traz 13 altares produzidos, a cada dia, por 13 artistas, mantendo firme a tradição da cultura popular. O evento é uma realização da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS).
O presidente da Funcaju, Cassio Murilo, participou da solenidade de abertura da exposição e ressaltou a importância da valorização das manifestações festivas do povo nordestino. “Reunir 13 artistas em um espaço que remete a cultura e a arte é valioso para a Funcaju, pois estamos trabalhando em prol disso, sobretudo, a conscientização e o valor da nossa história. Além disso, mantemos viva em nossas memórias a nossa cultura e religiosidade. Hoje aqui é o pontapé inicial para a temporada junina, homenageando um santo católico conhecido como casamenteiro”.
Ao visitar a exposição, a pessoa tem a oportunidade de fazer uma viagem cultural, misturando arte e fé. Assim definiu a turismóloga Patrícia Carneiro, que trouxe um grupo de turistas para conhecer a exposição. “É maravilhoso prestigiar esta mostra. Este prédio diz muito sobre a nossa história, a nossa cultura. É um momento singular. Além de celebrar o primeiro santo do ciclo junino, que casa perfeitamente com a devoção e com a representação artística do povo nordestino, estamos falando de cultura dentro de um espaço que é ponto turístico e está localizado no Marco Zero da capital. Aracaju precisa deste olhar sensível para crescer cada vez mais e a Funcaju, junto com a UFS, estão fazendo isso brilhantemente”, parabenizou.
Segundo o curador e professor do Curso de Artes Visuais da UFS, Otávio Luiz Cabral Ferreira, a exposição destaca o imaginário de um artista em volta de uma temática que é Santo Antônio. “Cada dia será montado um altar e o seu patrono irá estilizar de sua maneira. É uma continuidade da tradição que já faz parte do calendário cultural religioso de Aracaju”, comentou.
O professor e expositor, Manoel Odilon, detalhou que, para a montagem de seu altar, ele usou elementos culturais e peças do cotidiano. “Quando fui convidado para participar da exposição, reuni meus alunos e decidimos homenagear também elementos de nossa cultura, como o tecido popularmente conhecido por ser barato e que faz parte de nosso ciclo junino. Além de usar os tradicionais balões e as cores verde e amarelo, porque estamos em um ano de Copa do Mundo. É uma honra participar e contribuir com a exposição que resgata a nossa cultura e louva o santo católico que é o primeiro a ser celebrado no mês de junho, seguido de São João e São Pedro”.
A aposentada Maria José Santos considerou a exposição como uma oportunidade única para os visitantes conhecer de perto esse período que vem sendo esquecido com o passar dos anos da história da cultura nordestina. “A população vai ter o contato que, geralmente, se dá pelas histórias que a gente ouve contatas pelos mais velhos ou por matérias especiais na televisão. Aqui, o visitante vai entender a fé e a devoção de cada um pelos altares montados pelos artistas. A exposição está belíssima”, disse.
Os interessados poderão visitar a exposição ‘13 Noites com Antônio’ de terça à sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 13horas, no Centro Cultural de Aracaju, localizado na praça General Valadão, no Centro da capital. Mais informações e agendamento de visita em grupo, basta ligar para (79) 3214-5387.
Confira a programação completa:
1ª noite
Pedagoga – Maria Angélica Pereira do Nascimento
Museólogo – Roberto Fernandes dos Santos Júnior
2ª noite
ACLA – Academia Capelense de Letras e Artes – Capela-SE
3ª noite
Professor – Manoel Odilon F. Ferreira
4ª noite
COEPD– Prefeitura Municipal de Aracaju – Joana D’arc
5ª noite
Ary César – decorações
6ª noite
Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira
7ª noite
AAPLASA – SE
8ª noite
Sayonara Viana e Luiz Barros
9ª noite
Tânia Aguiar
10ª noite
Professora Maria Thetis Nunes
11ª noite
Sindicato dos radialistas
12ª noite
Lourdes Silva – Ta tu na Roça
13ª noite
Lico Cardoso – Decorações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *