Terceira edição do projeto Vitrine Literária ocorrerá neste sábado, 24

A participação do estudante no projeto acontece de maneira democrática, ou seja, o aluno escolhe se quer a prova no modelo tradicional ou uma avaliação com foco em aspectos práticos da aprendizagem

O Centro de Cultura e Arte J. Inácio, localizado na Orla de Atalaia, em Aracaju, será o palco da III Edição do Vitrine Literária. O evento acontecerá no próximo sábado, 24, às 17h30. O projeto, idealizado pelo professor Fabiano Oliveira, do Centro de Excelência Dom Luciano Cabral Duarte, neste ano traz como temática “O papel da mulher na Literatura Brasileira: um passeio pelas páginas”.
O professor explica que a participação no projeto acontece de maneira democrática. “A iniciativa conta com a liberdade do aluno em escolher como quer ser avaliado. Dessa maneira, além da tradicional prova, o estudante pode optar por uma avaliação qualitativa que foca em aspectos práticos da aprendizagem, como assimilar o conteúdo fazendo e não apenas decorando”, ressalta.
Ao comentar acerca do protagonismo juvenil, Fabiano Oliveira destaca que são os jovens que tomam as decisões. ” A vitrine é uma atividade que permite que os alunos sejam o protagonista em todos os aspectos. Assim, eles podem ler, dirigir, encenar e, consequentemente, assimilar todo o conteúdo”, complementa.
De acordo com a diretora, Marli Barreto, o Centro de Excelência Dom Luciano já é referência no desenvolvimento de projetos pedagógicos e, segundo Barreto, o modelo de ensino médio em Tempo Integral permite a descoberta de talentos, além de desenvolver as habilidades e competências sociemocionais dos jovens. “A cada ano a Vitrine Literária ganha mais visibilidade e os alunos também demostram interesse em participar. O evento já se consagrou não só como mais um projeto da unidade escolar, mas também da Secretaria de Estado da Educação (Seed). É uma oportunidade para mostrar a sociedade sergipana o que é produzido na escola pública”, observa a diretora.
III edição da Vitrine Literária: Empoderamento feminino e a literatura
A Vitrine Literária contará com apresentação das linguagens artísticas diversas que irão dialogar entre si. No palco, serão apresentadas releituras das produções de Jorge Amado, José de Alencar e Clarice Lispector. Neste ano, outra novidade é que o público irá conhecer mais do livro O Canto da Sereia, de Nelson Mota.
O professor Fabiano Oliveira anuncia que, nesta terceira edição, o empoderamento feminino e a literatura unem-se. Dessa maneira, a sociedade sergipana terá a oportunidade de apreciar releituras importantes que trazem uma abordagem do contexto histórico, social, político e literário, como Tieta do Agreste, romance de Jorge Amado, e Lucíola, obra de José de Alencar, tão opostos, mas que se encontram com a temática da prostituição.
“O objetivo é expor perfis femininos, ora apaixonantes, ora empoderados. Será possível perceber como sonoridades aproximam literatura da música com as composições Rosa, do Olodum; Luz de Tieta, de Caetano; Trio em Transe, de Daniela Mercury e Pagu, de Rita Lee”, destaca Fabiano Oliveira. De acordo com ele, o evento traz ainda a poesias de Cecília Meireles e sua preocupação com o tempo e a força das letras femininas de Adélia Prado. “O intuito é unir as artes em torno de uma só temática. A Orla estará mais bonita com as estrelas do Dom Luciano. Peças como Joga Pedra na Geni e o Canto da Sereia serão apresentadas pela Companhia O Canto do Teatro do Centro de Excelência Dom Luciano. Enfim, o projeto tem a junção da arte, literatura e música como base do ensino e aprendizagem”, diz.
De acordo com o professor, o projeto é a culminância da prática pedagógica já utilizada em sala de aula e que já vem conquistando visibilidade no espaço nacional sendo matéria de destaque no programa “Como Será”, da Rede Globo.
Banda Quilombo
Ainda segundo o educador, para abrilhantar a apresentação a grande novidade deste ano será o show da Banda Quilombo. “A banda é percursora do samba reggae em Sergipe e irá dar o tom da arte junto aos alunos do ensino médio em tempo integral que até o momento conta com 87 alunos aprovados no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) “, disse.
O Vocalista da banda, Marcelo Mariha, relembra que ficou lisonjeado ao receber o convite do docente para participar da terceira edição do evento. “Ao saber da proposta imediatamente abracei a causa, pois é enriquecedor aliar a música e a literatura. Além de fomentar a produção cultural nas escolas, é necessário que mais professores realizem atividades como esta”, disse, ao elogiar a ação. “Essa parceria irá render bons frutos já que a sociedade sergipana terá a oportunidade de ser presenteada com trabalho rico e com qualidade”, finaliza.
Terceira edição do projeto Vitrine Literária será neste sábado, 24 / Arte: Ascom / Seed

Comente: