Sancionada Lei que inclui Tobias Barreto no ‘Livro dos Heróis da Pátria’

Na última terça-feira (10), foi sancionada a Lei 13.927 que inclui o nome de Tobias Barreto de Menezes no Livro dos Heróis da Pátria. A homenagem foi apresentada pelo ex-senador Eduardo Amorim através do PLS 523/2015.

Tobias Barreto de Menezes nasceu na vila sergipana de Campos, hoje cidade de Tobias Barreto, em 7 de junho de 1839 e faleceu em Recife em 26 de junho de 1889. É o patrono da cadeira número 38 da Academia Brasileira de Letras (ABL), por escolha do fundador, seu discípulo e amigo Sílvio Romero. O poeta e jurista influenciou a literatura com ideias abolicionistas e igualitárias. Como escritor, foi fundador do condoreirismo, parte da terceira fase do romantismo no Brasil, marcada pela temática social e pela defesa de ideias igualitárias, em especial associada ao movimento abolicionista e à causa republicana.

“Esse ato nos permite dar um importante passo para o enaltecimento da nossa cultura e história. Tobias Barreto de Menezes foi um homem a frente do seu tempo, que passou por muitas dificuldades e nos deu um exemplo: se seguirmos pelos caminhos da educação e usarmos a justiça da forma correta, podemos mudar mentes e construir uma sociedade mais justa. A inclusão do seu nome no livro dos Heróis da Pátria é a certeza de que sua história será eternizada”, comentou Dilson.
Segundo a Agência Senado de Notícias, o livro que agora tem o nome de Tobias Barreto de Menezes fica guardado no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

DILSON DE AGRIPINO E TOBIAS BARRETO DE MENEZES

Durante os anos que esteve prefeito do município de Tobias Barreto, berço do grande filósofo, jurista, poeta e crítico Tobias  Barreto de Menezes, Dilson de Agripino trabalhou com o objetivo de resgatar a história de Tobias Barreto, mostrando o seu o compromisso de resgatar a cultura sergipana através de seus filho mais ilustre.

Com o apoio do ex-secretário de Cultura do Município Josenilson Bispo, Nilsinho de Alfeu, Dilson realizou diversos eventos voltados a Tobias Barreto de Menezes. Como por exemplo a “Semana Cultural de  Tobias Barreto”, ocorrida sempre no período de aniversário do seu nascimento, 07 de Junho, e que mobilizava toda comunidade estudantil com gincanas,  sabatinas, teatros, intercâmbios culturais com o Estado de Pernambuco – onde Tobias  Barreto viveu por muito tempo – sempre com temas de livros e publicações notáveis do jurista, imergindo a comunidade estudantil na vida e obra do filho mais ilustre.

CONSTRUÇÃO DA CASA DE TOBIAS BARRETO DE MENEZES

Além disso, Dilson de Agripino apostou em um grande projeto de enaltecimento da história
de Tobias Barreto: a construção da nova “Casa de Tobias”, um projeto de Josenilson Bispo e técnicos da Secretaria Municipal de Cultural e que se tornou o primeiro museu que remonta a vida e a obra do filósofo, jurista, poeta e escritor sergipano, nascido na cidade.

Montado na casa em que Tobias nasceu e residiu, a “Casa de Tobias” trás peças e obras originais de  Tobias Barreto. O grande destaque se deu pelo uso de recursos multimídia, como o uso de vídeos em formato de cordel, e pela reprodução do gabinete do filósofo, que conta ainda com reprodução de cartas escritas a punho por Tobias Barreto em meados do século XIX;

Atualmente, o museu funciona das 8h às 13h, com entrada franca. Lá os visitantes podem conhecer a vida e as obras do homenageado através dos sete ambientes ricamente montados. O espaço está localizado na avenida 7 de Junho, nº404.

Comente: