Museu da Gente Sergipana recebe maior prêmio do Ministério da Cultura

Espaço cultural é um dos indicados à Ordem do Mérito Cultural de 2018, que neste ano traz como tema ‘Cultura Gera Futuro’. A conderação será entregue no próximo dia 28, ao diretor-superintendente do Museu, Ezio Déda

Na próxima segunda-feira, dia 26, o Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda completa sete anos da sua inauguração. Nesta mesma semana, o Museu também recebe mais uma premiação, desta vez do Ministério da Cultura, como um dos indicados à Ordem do Mérito Cultural de 2018.

A homenagem foi instituída pelo art. 34 da Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991, e regulamentada pelo Decreto nº 1.711, de 22 de novembro de 1995, com a finalidade de premiar personalidades nacionais e estrangeiras que se distinguiram por suas relevantes contribuições prestadas à Cultura e, nesta edição, traz como tema ‘Cultura Gera Futuro’.

A condecoração será entregue ao diretor-superintendente do Museu, Ezio Déda, no próximo dia 28, no Palácio do Planalto, em Brasília. Para Ezio, é importante que, mesmo depois de um período significativo de inauguração, o Museu continue sendo premiado de forma constante.

“Sete anos depois, temos o reconhecimento do Ministério da Cultura, através de uma Ordem do Mérito Cultural, que é uma das maiores premiações oferecidas pelo Ministério, para instituições e pessoas que fazem a diferença na cultura brasileira. Ter um Museu de Sergipe agraciado por essa premiação, e sete anos após a inauguração, mostra que o Banese está no caminho certo investindo na cultura através do Museu da Gente Sergipana e através do Instituto Banese. Esse reconhecimento nacional é a prova que o museu tem feito um diferencial que é enxergado fora de Sergipe, e que acabou atraindo notoriedade nacional”, completou.

Outras premiações
Desde a inauguração, o Museu da Gente Sergipana já recebeu diversos prêmios, como ‘O Melhor da Arquitetura 2012’, na categoria ‘Restauro’, premiação inédita em Sergipe; ‘Atração do Ano’ pelo ‘Guia Quatro Rodas Brasil’ de 2013; ‘Prêmio Rodrigo de Melo Franco Andrade’ na categoria ‘Responsabilidade Social’, concedido pelo Iphan; e o ‘Certificado de Excelência 2014’ do site TripAdvisor, no setor ‘Hospitalidade ao Redor do Mundo’.

Além dessas premiações, o Museu da Gente está entre os 10 melhores museus do Brasil, segundo o Travellers Choice Museus 2014. Em 2016, a Expedia, uma das maiores agências de viagens online do mundo, o indicou como um dos museus mais visitados no Brasil.

Neste ano de 2018, o Museu foi classificado como o primeiro, dos cinco museus, mais visitados do Nordeste, segundo o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), e já recebeu até o mês de outubro, 571.040 visitantes. Para completar, em março deste ano, aconteceu a inauguração de uma das maiores homenagens à cultura popular sergipana: o Largo da Gente Sergipana.

Largo da Gente Sergipana
O espaço, localizado em frente ao Museu além do píer, de uma área de convivência e de um atracadouro, possui nove esculturas de 7 metros de altura que representam as danças e tradições, folguedos e manifestações da cultura popular de Sergipe: São Gonçalo, Taieira, Chegança, Reisado Parafusos, Cacumbi, Bacamarteiros e Lambe Sujo x Caboclinho.

O Largo também conta com um décimo elemento artístico, que faz uma homenagem ao Barco de Fogo do município de Estância. O lugar é uma instalação artística urbana integrada a paisagem natural do Rio Sergipe e ao Centro Histórico de Aracaju, e dialoga conceitualmente com o acervo do Museu da Gente Sergipana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *