Galeria J. Inácio recebe exposição de Flávio Antonini

A mostra, aberta ao público, ficará exposta no período de 20 de abril à 31 de maio

A mostra inédita ‘Didática nada instrutiva da educação sexual’, do artista Flávio Antonini, será a segunda exposição selecionada pelo ‘Edital de Ocupação da Galeria de Arte J. Inácio 2017’. O lançamento da mostra acontece no dia 20 de abril, às 19 horas, na Galeria e segue aberta ao público até o dia 31 de maio. A exposição nasceu a partir do contato do artista com pornografia, quadrinhos eróticos e a leitura da didática da educação sexual de Raul de Pólio, ainda na adolescência. Seguindo o impulso para o deboche, como uma brincadeira, a mostra mistura, num trabalho de aproximação e ressignificação, quase como uma colagem, a biologia do sexo com trechos desconexos de quadrinho erótico.

O trabalho propõe um debate mais profundo sobre sexo e identidade de gênero, mas de forma divertida e prazerosa como nos primeiros contatos com o quadrinho erótico, desarmando assim, os sentidos para o desconhecido camuflado da obra.  Por isso, não é um trabalho que é nada instrutivo no sentindo mais conservador da palavra instruir, mas sim, um trabalho de desconstrução e descoberta ampliando assim as possibilidades na leitura dos signos.

Natural do município de Tobias Barreto, Flávio Antonini é autodidata e está participando deste edital pela segunda vez. O artista já expôs seus quadros no ‘Festival Camelo de Arte Contemporânea’, em Belo Horizonte, na exposição ‘Cenas da Cidade Fábrica’ realizada no SESC em Aracaju, entre tantos outros.

Sobre o edital

Promovido pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult), o Edital de Ocupação da Galeria J. Inácio visa estimular a produção arte visual em Sergipe, assim como oferecer ao público acesso a mostras de qualidade. Voltado para propostas de exposições individuais ou coletivas, o edital destina R$ 6 mil para cada selecionado, financiados com recursos do Fundo de Desenvolvimento Cultural e Artístico (Funcart).

Este é o segundo ano consecutivo que a Secult lança o edital. Em 2016, 17 projetos foram inscritos concorrendo pelas seis mostras que foram realizadas ao longo do ano. Já nesta segunda edição, a procura de artistas aumentou, com um total de 36 propostas inscritas. As seis mostras estão definidas em um calendário que segue até dezembro.

Comente: