Avicultura sofrerá com mudanças climáticas

As mudanças climáticas têm elevado os índices de mortalidade de frangos

Os impactos das mudanças climáticas podem afetar fortemente as criações de frangos. Pesquisas mostram que animais adultos são sensíveis ao calor e apresentam elevada mortalidade quando a temperatura ambiente ultrapassa os 38°C. O estresse ocasionado é responsável por perdas significativas no rendimento dos animais, o que provoca diminuição do peso corporal e aumento de mortalidade. Essas aves têm seu máximo desenvolvimento entre 18 e 20°C, apresentando temperatura média da superfície da pele ao redor de 33ºC e temperatura interna de 41ºC. Soluções como aclimatação, melhoramento genético e tecnologias relacionadas à infraestrutura das granjas são pesquisadas por cientistas.

Um estudo, realizado por pesquisadores da Faculdade de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Campinas (Feagri/Unica mp) no Estado de São Paulo, mostrou que temperaturas diárias acima de 32ºC foram consideradas extremas. O estudo também descobriu que as médias registradas das temperaturas mínimas são bons indicadores de risco. Com esses números, é possível prever aumento ou redução de risco para a atividade caso as médias subam ou desçam, ao longo do tempo.

Fonte: Universo Agro

Comente: