Projeto Salve: uma parceria do CBMSE com órgãos da saúde de Sergipe

Projeto Salve objetiva ensinar população a identificar uma parada cardiorespiratória e realizar o procedimento de ressurreição cardiopulmonar.

 

No Brasil, de acordo com a Sociedade Médica de Sergipe (Somese), cerca de 800 pessoas sofrem uma parada cardiorrespiratória (PCR) por dia, e apenas 15% deste número, tem uma sobrevida. Com o objetivo de ensinar a população a identificar uma PCR e realizar imediatamente os procedimentos de ressurreição cardiopulmonar, aumentando em 75% as chances de sobrevida, o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), juntamente com a Somese, a Cooperativa de Anestesiologistas de Sergipe (Coopanest-SE) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), criaram o Projeto Salve.

O Projeto Salve traz para toda sociedade sergipana orientações de como identificar e agir em casos como estes, reduzindo o número de mortes, de acordo com a Corrente de Assistência à Vida, que consiste na correta identificação da parada, no acionamento correto do socorro e na ação do socorrista, perante a vítima.

Foram realizados treinamentos específicos para o Projeto, contando com a participação de cerca de 60 facilitadores, que deram às instruções corretas aos voluntários da área de saúde, a fim de eles multipliquem os ensinamentos em ambientes como shopping’s, escolas e locais públicos, atendendo a toda população.

O lançamento oficial do Projeto Salve será realizado no próximo dia 1º de setembro, na sede da Sociedade Médica de Sergipe, que fica localizado na Rua Guilhermino Rezende, 426 – Bairro São José, Aracaju – SE, às 19:30, e será aberto ao público.

Fonte: Ascom/BMSE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *