Professor de inglês da rede estadual viaja aos EUA para participar de intercâmbio

Leonardo Cardoso Dalbosco é o único representante do Nordeste

 

O professor de Inglês, Leonardo Cardoso Dalbosco, do Colégio Estadual Francisco Rosa, viajou na tarde desta terça-feira, 3, para os Estados Unidos. Ele é um dos professores brasileiros selecionados para participar do programa Líderes Internacionais em Educação (International Leaders in Education Program – ILEP). Depois de passar em todas as etapas, o sergipano ficou entre os sete brasileiros selecionados para 2017, sendo o único professor do Nordeste escolhido.

 

O intercâmbio irá acontecer no período de 4 de janeiro a 5 de maio de 2017. O curso incluirá também um estágio supervisionado em uma escola de ensino médio, para que os participantes possam interagir e praticar seus novos conhecimentos com colegas de profissão e alunos nos Estados Unidos.

 

Professor da língua inglesa há 16 anos, Leonardo Dalbosco leciona desde os 18 anos de idade em cursos de línguas estrangeiras e em escolas particulares. Ele ingressou na rede estadual em 2013, por meio de concurso público.

 

“Estou muito feliz por representar Sergipe nesse intercâmbio, que será de fundamental importância para a minha carreira profissional”, ressalta Dalbosco.

 

No aeroporto, pouco antes do embarque, previsto para as 16h, o professor conversava animadamente com familiares.

 

Ao lado da mãe, Edileuza; do padrasto, Juca; da esposa, Ana; da avó, Antônia, e da sobrinha, Janaina, Leonardo Dalbosco revelou que estava ansioso para participar do programa, que visa oferecer um conhecimento aprofundado das melhores práticas em metodologias de ensino, planejamento de aula e uso da tecnologia em educação.

 

“Espero adquirir novos conhecimentos para que eu possa repassar a meus alunos”, disse.

 

Nesta edição de 2017, 600 professores brasileiros se inscreveram,  25 dos quais foram aprovados na seleção nacional. Na seleção final, feita pela Embaixada Americana e a IREX, 64 docentes irão fazer o intercâmbio, sendo que sete deles são brasileiros.

 

Leonardo Dalbosco ficará em um grupo composto de 16 professores dos seguintes países:  México, Indonésia, Filipinas, Uganda, Tailândia e Senegal. Na prova final que valia 120 pontos, o sergipano conseguiu 105 pontos.

 

“Soube a notícia da seleção no mês de setembro, quando estava recebendo o meu apartamento. Fiquei muito feliz porque estava realizando dois sonhos ao mesmo tempo. Vou procurar adquirir novos conhecimentos para colocar em prática no Colégio Francisco Rosa e nos outros locais em que leciono”, disse.

 

Representando o secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, a coordenadora estadual do ILEP, Nádia Cardoso, estava no aeroporto para acompanhar o embarque do professor Leonardo.

 

“Ele terá oportunidade de fazer um excelente intercâmbio de aperfeiçoamento de fala e escrita, pois o curso promove o fortalecimento da excelência no ensino da língua inglesa e oferece aos participantes o conhecimento de melhores práticas em metodologia do ensino, planejamento de aula e uso da tecnologia em educação”, ressaltou.

 

Para Nádia Cardoso, nos últimos anos, alunos e professores da rede pública estadual estão se interessando em aprofundar conhecimentos na língua inglesa.

 

“No Programa Jovem Embaixador, por exemplo, estamos verificando um número expressivo de alunos inscritos. A ida do professor Leonardo Dalbosco aos EUA, graças a sua dedicação e esforço, com certeza, vai incentivar para que outros professores se preparem mais para participar do intercâmbio internacional”, disse Cardoso.

 

Aprimoramento profissional

 

O programa Líderes Internacionais em Educação ainda garante a cobertura das despesas do bolsista, como as passagens de ida e volta dos Estados Unidos, hospedagem em dormitório universitário e seguro saúde, entre outros.

 

Os participantes terão, também, assistência para o visto de intercâmbio. O plano do curso inclui aulas e treinamento intensivo em metodologias de ensino, planejamento de aula, estratégias de ensino, liderança e o uso de tecnologias em educação.

 

O programa é uma iniciativa internacional do Departamento de Estado dos Estados Unidos, em parceria com a Embaixada Americana no Brasil e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), com o objetivo de oferecer oportunidade para que professores de inglês das mais diversas partes do mundo participem de curso de aperfeiçoamento de cinco meses nos EUA.

 

Brasileiros

 

O grupo de brasileiros selecionados para o programa de 2017 é composto dos seguintes professores:

 

1 – Leonardo Cardoso Dalbosco – Aracaju/SE

2 – Albertina Gioconda de Moraes Marques – Porto Alegre/RS

3 – Diana Ketlem Paula do Nascimento – Rio Branco/AC

4 – Gicelma Cláudia da Costa Xavier – Vilhena/RO

5 – Letícia Fonseca Borges – São José do Rio Preto/SP

6 – Rodrigo Ogliari Coleho – Bocaina do Sul/RS

7 – Rosemberg Holz – Ceilândia/DF

Por Avelar Mattos

Comente: