PRF encerra Operação Proclamação da República 2018

 

Iniciada na quarta-feira, 14, e finalizada à meia-noite de ontem, 18, a ”Operação Proclamação da República 2018”, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Sergipe, registrou uma morte nas rodovias federais que cortam o estado. Durante os cinco dias de operação foram registrados 14 acidentes em que 15 pessoas ficaram feridas. O efetivo da PRF foi reforçado nesse período, atuando principalmente nos trechos considerados críticos, que possuem maiores índices de acidentes relacionados com o excesso de velocidade e ultrapassagens indevidas.

Excesso de velocidade e ultrapassagens – Durante os cinco dias de operação, os agentes federais contabilizaram 464 flagrantes de excesso de velocidade (92/dia). O número é alto e chama atenção os locais dessas ocorrências: trechos urbanos de rodovias federais. No quesito ultrapassagem indevida, a PRF notificou 41 condutores realizando esse tipo de infração de trânsito. O número só não foi maior, pois a presença ostensiva da PRF inibiu o cometimento de mais ocorrências desse tipo.

Alcoolemia – Foram realizados 600 testes de alcoolemia em que quatro condutores foram notificados pelos policiais por dirigirem sob efeito de álcool, sendo que um deles foi detido por ultrapassar o limite de 0,34 mg/L (miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões).

Educação para o trânsito – Em Sergipe, as ações educativas com o objetivo de sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro, alcançaram 700 pessoas, entre palestras e abordagens educativas.

Principais ocorrências:

Na noite de quarta-feira, 14, e madrugada de quinta, 15, Policiais Rodoviários Federais e Policiais Militares apreenderam 226 papelotes com cocaína e noventa e um tabletes totalizando 67,8 kg de maconha. A ação conjunta aconteceu no município Cristinápolis/SE.

Já na manhã e tarde de Domingo, 18, os agentes federais apreenderam dois pássaros silvestres, recuperaram uma motocicleta roubada e flagraram um homem portando um papelote com maconha e um comprimido de ectasy. As ocorrências aconteceram nos municípios de Areia Branca, N. Sra. do Socorro e Itabaiana/SE, respectivamente. Os responsáveis pelos animais e pelas drogas assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), pelas irregularidades cometidas.

Comente: