Membros da CPI da Saúde decidem pela volta dos trabalhos

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde, que investiga os contratos firmados de 2011 a 2017 pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) com os hospitalares filantrópicas da capital, optaram por dar continuidade às investigações e as oitivas durante o recesso parlamentar. Os gestores dos hospitais Santa Isabel e São Jose deverão ser ouvidos já próximos dias 23 e 25, respectivamente.

Durante a reunião interna realizada na segunda-feira, 16, o vereador Seu Marcos (PHS), presidente da CPI, confirmou o retorno dos trabalhos e confirmou que novas visitas serão realizadas aos hospitais Santa Isabel, São José e Cirurgia, já que muitos casos foram citados durante a interna. “Na reunião de hoje ouvimos que o Hospital de Cirurgia, o setor de cardiopatia está com as cirurgias suspensas e nós precisamos fazer uma visita para saber quando o serviço será retomado”, revelou.

Além do Hospital de Cirurgia, outras denúncias foram apresentadas e serão apuradas pelos vereadores, a exemplo do fato, ainda não divulgado, citado pelo relator da CPI, Isac Silveira (PCdoB). “Recebemos alguns casos sérios que devem ser investigados. Está em segredo pelo comissão, mas assim que apurado e sendo verídico, divulgaremos. Mas agora precisamos focar nas investigações”, explicou Isac.

Os vereadores Anderson de Tuca (PRTB) Jason Neto (PDT) e Cabo Amintas (PTB), também membros da CPI, participaram da reunião e concordaram com a volta dos trabalhos. Afirmaram a importância do sigilo diante das denúncias trazidas e seriedade para responsabilizar os responsáveis. “Vamos obedecer os prazos e trabalhar para levar respostas para a população. Os problemas estão aparecendo, precisamos entender e tentar encontrar soluções para a Saúde de Aracaju”, esclareceu Amintas.

Por Marta Costa, Assessoria de Imprensa da parlamentar

Comente: