Inteligência moderniza os serviços municipais de Aracaju

Aracaju tem empregado medidas modernas para transformar a capital numa cidade cada vez mais inteligente, direcionando medidas para o processo de desenvolvimento da cidade. Os serviços primordiais para a população, como educação e saúde, contaram com a tecnologia para melhorar e simplificar a vida dos aracajuanos.

Estimular a educação é trabalhar para que os futuros cidadãos possam cuidar da cidade de forma inteligente e a atual gestão municipal encontrou meios de dinamizar os serviços. Em Aracaju, desde 2018, as escolas da rede municipal passaram a contar com a matrícula online, um jeito prático, fácil e rápido. A plataforma eletrônica democratizou o acesso, modernizou o processo de matrícula, além de, finalmente, eliminar as imensas filas formadas todos os anos, proporcionando mais comodidade aos pais dos alunos.

Hoje, quem viveu os momentos de filas intermináveis comemora a praticidade de fazer a matrícula pelo computador de casa. “De casa mesmo eu fiz a matrícula deles, ficou muito mais fácil. Em anos anteriores, eu precisei até dormir na escola, quando não pagava para alguém ficar”, relatou Ítalo Silva, que só precisou ir à escola para a entrega dos documentos e confirmação da matrícula dos filhos.

Nesses dois anos da gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, Aracaju ganhou duas novas unidades de ensino, a Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) José Calumby Filho e a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Souza de Jesus, localizadas no bairro 17 de Março. Como estimular o ser inteligente é um dos papéis da escola, nas duas unidades, um método alemão diferenciado é aplicado, a Metodologia Waldorf. O objetivo é fazer com que as crianças desenvolvam, por meio de brincadeiras e contato com a natureza, a capacidade de raciocínio, equilíbrio emocional e iniciativa de ação.

A estudante do 6º ano da Emef José Souza, Ane Gabriela Oliveira, de dez anos, descreve como está sendo sua experiência como aluna. “Eu me sinto com mais vontade de estudar, mais motivada. Na escola que eu estudava antes, a gente não tinha tempo livre, não tinha aula de música, artes, nada disso. Todo os dias, quando chegamos, nos sentamos de coluna reta, deixamos as pernas livres e meditamos um pouco. Vejo diferença porque a gente abre muito bem a mente para aprender e para estudar”, conta.

Saúde conectada

O que todo paciente deseja ao chegar a um consultório médico, posto de saúde ou hospital é ter um atendimento ágil. Para isso, a Prefeitura de Aracaju implantou o prontuário eletrônico, sistema que unifica as informações dos usuários da Rede de Atenção Primária (Reap) e dos hospitais Nestor Piva e Fernando Franco. Gilcilene dos Santos se deu conta de que algo estava diferente assim que entrou em uma das unidades de saúde e viu o painel eletrônico. “Não existe mais um paciente passar na frente do outro ou coisa do tipo. Além disso, é mais prático se eu precisar ser atendida em outra unidade. É, de fato, um ganho para a população”, frisou.

O prontuário eletrônico é um sistema online e possibilita que o profissional, ao atender um paciente em qualquer unidade da rede municipal, tenha acesso ao histórico e tratamento de saúde realizado. Até o momento, o prontuário foi instalado em 23 Unidades Básicas de Saúde (UBS), no UPA Nestor Piva, no Caps Liberdade, no laboratório do Cemar Siqueira Campos e no Nucaar.

Avanços na Mobilidade

O Planejamento Estratégico, desenvolvido e executado pela atual administração, traça medidas essenciais para preparar a Aracaju do futuro em diversas áreas, entre elas, também estão o transporte e a segurança da população. Devido ao célere crescimento da cidade, a gestão precisou priorizar e pensar maneiras de tornar o trânsito mais flexível, impulsionando o Projeto de Mobilidade Urbana de Aracaju. Com a garantia de recursos e efetividade administrativa, está sendo possível transformar a mobilidade da capital, através de obras substanciais, como a recuperação completa da avenida Beira Mar, que abrange nova pavimentação, acessibilidade e sinalização desde o Terminal de Integração da Atalaia até a região dos Mercados Centrais. Além disso, outros três importantes corredores que conectam a cidade serão modernizados: Hermes Fontes, Jardins e Rio de Janeiro.

A população reconhece a influência das obras na mobilidade urbana da capital. O autônomo Márcio Ferreira, por exemplo, enxerga a mudança gerada com a obra da avenida Beira Mar, que está com a pavimentação em fase adiantada. “Antes, a gente via bastante buraco e remendo, o que deixava o asfalto com muita deformação e acabava dificultando o deslocamento dos veículos. Estava precisando dessa mudança fazia tempo. Essa obra é de extrema importância para o crescimento de Aracaju”, disse.

O Projeto de Mobilidade também propiciará a otimização do tempo e diminuirá a espera dos condutores nos cruzamentos da capital até o final deste semestre, com a instalação de semáforos inteligentes em 150 intersecções de vias. Os equipamentos detectam carros e acionam automaticamente o semáforo, mantendo uma sincronia mais eficiente nos cruzamentos e liberando, sempre, a via que está com veículos. Outro diferencial é que, nos principais cruzamentos da cidade, haverá as chamadas UPS (do inglês Uninterruptable Power Supply – Fonte Ininterrupta de Energia). Numa chuva ou numa queda de energia, por exemplo, muitos semáforos atuais começam a piscar em amarelo. O novo equipamento terá quatro horas de bateria, que é um tempo satisfatório para que o problema seja solucionado.

Inovação também na segurança

A modernização também chegou a outro aspecto de uma cidade inteligente, a segurança. Em agosto de 2018, a Prefeitura de Aracaju iniciou a instalação do videomonitoramento nas unidades de saúde da capital. É um sistema inteligente, que possibilita uma cobertura 24 horas de todas as unidades e vem coibindo arrombamentos e furtos de materiais e equipamentos. A Guarda Municipal de Aracaju (GMA) tem um sistema de rastreamento que, quando a unidade manda uma intercorrência, a viatura que está mais próxima é acionada imediatamente. Em março deste ano, as escolas municipais também passaram a ser monitoradas pela GMA, e esta ação é mais um ponto da Modernização Tecnológica Educacional, prevista no Planejamento Estratégico, e que, em sua primeira etapa, atenderá 29 escolas e mais cinco prédios administrativos da Semed.

A segurança da capital passou a contar com o primeiro ônibus de monitoramento do país a ser liberado pela Secretaria Nacional da Segurança Pública, a Base Comunitária de Videomonitoramento da GMA; e com tablets em todos os veículos da Guarda, conectados às câmeras instaladas nos órgãos municipais, que previnem e garantem maior agilidade no tempo-resposta do atendimento às ocorrências por toda a cidade. O ônibus trabalha com o auxílio de equipamentos que captam todos os detalhes das áreas e acompanha a rotina dos bairros de Aracaju para auxiliar na segurança e na definição de políticas públicas para a capital.

Comente: