Edvaldo sanciona lei que garantirá recursos para a retomada de obras em Aracaju

O prefeito Edvaldo Nogueira sancionou, nesta quarta-feira, 22, a atualização da lei que autoriza o município a contratar o empréstimo de R$ 50 milhões junto à Caixa Econômica Federal, para a realização de obras em Aracaju. Os recursos (que serão utilizados como contrapartida) se unem a outros R$ 240 milhões que Edvaldo já havia assegurado para a cidade, o que permitirá a retomada de 21 obras.
“Este projeto, agora transformado em lei, é muito importante, pois adequa a legislação às solicitações da Caixa, o que permitirá a liberação dos recursos. Com estes R$ 50 milhões somados aos R$ 240 milhões, que eu conquistei para a cidade no meu mandato anterior, mas não foi utilizado pela gestão passada, iremos retomar obras fundamentais para a cidade a partir de janeiro”, destacou o prefeito. Ele agradeceu ainda o empenho dos vereadores na aprovação do projeto.
A operação de crédito no valor de R$ 50 milhões já foi autorizada pela Caixa e aguardava apenas a aprovação por parte da Câmara de Vereadores de Aracaju para que o recurso fique disponível. A verba viabilizará a contrapartida de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), algumas delas iniciadas ainda em 2010, com recursos depositados nas contas da Caixa, mas sem conclusão pelo governo anterior.
6 mil empregos
Serão realizadas obras em diversas regiões da capital, a exemplo dos bairros Santa Maria, Pantanal, Coqueiral, Lamarão e Nova Liberdade. Além da melhoria na infraestrutura desses locais, a aplicação desse recurso irá gerar outro importante benefício: emprego e renda.
Com investimento de quase R$ 300 milhões, a perspectiva é gerar cerca de 6 mil empregos nos próximos anos. Estudos da Fundação Getúlio Vargas, que mostram a cadeia produtiva da construção civil, indicam que para cada R$ 1 milhão aplicado em obras desta natureza são gerados dez empregos diretos no setor e mais oito indiretos em atividades complementares, como, por exemplo, no comércio específico desta área.
Esforço
Desde o início do ano, o prefeito Edvaldo Nogueira tem pleiteado a recuperação de verbas federais para Aracaju. Ele esteve reunido em diversas ocasiões com o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, e com representantes do governo federal. Assim, o gestor municipal conseguiu assegurar os recursos de obras que estavam paralisadas na cidade (R$ 240 milhões) e inserir Aracaju no SEPAC, programa de financiamento de contrapartidas de obras (os R$ 50 milhões que estarão disponíveis com a sanção da lei)

Comente: