Bolsista da Fapitec vence prêmio de melhor artigo em evento regional de Computação

Estudante alcançou melhor posição na categoria Graduação no II PESQBASE, com trabalho voltado ao desenvolvimento de método baseado em regionalização e diversidade agrícola

O trabalho científico desenvolvido pelo bolsista sergipano Flávio Santos, aluno do curso de Ciência da Computação da Universidade Federal de Sergipe (UFS), foi premiado como melhor artigo na categoria Graduação no II Workshop de Pesquisa Bahia-Alagoas-Sergipe (Pesqbase). O projeto foi um dos contemplados pelo Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PBIC), conduzido pelo Governo do Estado através da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec).

O resultado da premiação foi anunciado durante a XXI Escola de Computação Bahia-Alagoas-Sergipe, evento da Sociedade Brasileira de Computação, através de uma cerimônia ao vivo transmitida no YouTube. Segundo Flávio, o resultado da premiação é reflexo de um trabalho colaborativo. “É um resultado muito bom, fruto do trabalho de uma equipe multidisciplinar. Estou feliz de estar participando desse projeto, tenho aprendido muito”, afirmou.

O artigo premiado, intitulado Self-Organizing Map approach to cluster Brazilian agricultural spatiotemporal diversity, propõe um método para regionalização do Brasil a partir das tendências de diversidade agrícola dos seus municípios. Essas tendências foram identificadas por meio de um índice de diversidade e de algoritmos de Machine Learning aplicados sobre dados das estimativas anuais do IBGE entre 1999 e 2018.

“O método proposto de regionalização nacional permite a identificação de municípios similares entre si, considerando sua trajetória de diversidade agrícola ao longo de 20 anos”, explicou o bolsista. O método proposto pode ser aplicado em diferentes escalas e sobre outras bases de dados, sendo, portanto, possível utilizá-lo em outros contextos, sobretudo em processos de elaboração de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento territorial, como regionalizações e zoneamentos.

Flávio Santos pontua, ainda, a importância da bolsa concedida pela Fapitec no desenvolvimento da pesquisa. “O PBIC foi um incentivo essencial à pesquisa, uma vez que permite o engajamento de estudantes na iniciação científica e estimula a produção de ciência, fator importantíssimo para o desenvolvimento social e econômico do país”, afirmou.

O trabalho premiado foi coproduzido pelo Dr. Marcos Silva, pesquisador da Embrapa Tabuleiros Costeiros e orientador de Flávio Santos. Também participaram do projeto o Dr. Leonardo Matos, professor do Departamento de Computação da UFS e coorientador; o Dr. Fábio Moura, professor do Departamento de Economia da UFS, e a Dra. Márcia Dompieri, pesquisadora da Embrapa Territorial.

“Foi com grande satisfação que recebemos a notícia do reconhecimento do trabalho realizado no projeto durante o Pesqbase 2021. Outro fator importante e que contribui para agregar valor ao trabalho é poder contar com uma equipe multidisciplinar, que inclui especialistas em economia, geografia, estatística e gestão, além de computação”, detalhou o orientador.

Comente: