TRE/SE mantém mandato do deputado estadual Dilson de Agripino

 À unanimidade, o pleno do Tribunal Eleitoral rejeitou a Ação de Investigação Judicial Eleitoral promovida pela também deputada Diná Almeida. Na ação, foi alegado que o deputado Dilson utilizou indevidamente de meios de comunicação em Tobias Barreto durante o pleito eleitoral de 2018.

Defesa A defesa de Dilson, promovida pelo advogado Rodolfo Siqueira, refutou os argumentos, alegando que não houve qualquer espécie de conduta inapropriada, tampouco abuso. O Tribunal, acompanhando voto do relator, Desembargar Diógenes Barreto, entendeu que de acordo com as provas constantes nos autos, não seria possível verificar qualquer conduta que afetasse a normalidade das eleições, por isso rejeitou o pedido de cassação.

Comente: