TRE Decide Pela Cassação Do Deputado Federal Bosco Costa

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu na tarde desta quarta-feira (04) pela cassação do deputado federal por Bosco Costa (PL). Além da cassação, Bosco fica inelegível por oito anos. Bosco Costa foi julgado, acusado pela Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE), de abuso de poder econômico nas eleições 2018.

O desembargador Diógenes Barreto, relator do processo, acatou a tese do Ministério Público Eleitoral e, além de defender a cassação do mandato do parlamentar, votou pela cassação dos direitos políticos de Bosco Costa por um período de oito anos, contados a partir das eleições de 2018.

Segundo a procuradora Eunice Dantas, os gastos com locação de veículos feitos por Bosco Costa são superiores ao montante investidos por outros candidatos que disputaram as eleições em 2018

Baseado nas informações da procuradora, O TRE verificou que o então candidato Bosco Costa gastou R$ 485.350,00 com locação de veículos, do montante de R$ 2,09 milhões gastos na campanha.  O limite legal para gastos com veículos é de 20% e o candidato declarou ter gasto quase 25% dos recursos de sua campanha com essa despesa.

Comente: