Toque de recolher continua em Sergipe

Fica mantido o toque de recolher das 20h às 5h e não há mais diferenciação aos fins de semana

O governador Belivaldo Chagas anunciou a prorrogação das medidas contidas nas últimas resoluções estaduais até o dia 07 de abril. Fica mantido o toque de recolher das 20h às 5h, incluindo o fim de semana, devendo os estabelecimentos encerrarem suas atividades às 19h. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (31), em coletiva de imprensa posterior a reunião do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae), que acompanha o cenário epidemiológico dos últimos dias no estado. 

Segundo a Resolução Nº 15, permanece vigente a vedação ao funcionamento de atividades não essenciais no final de semana (sábado e domingo), englobando todas as atividades e lojas, ainda que instaladas em supermercados ou outros estabelecimentos essenciais, bem como as academias de ginásticas, de qualquer modalidade, e atividades físicas coletivas em geral. Continua mantida a autorização para funcionamento dos serviços de entrega em domicílio (“delivery”) e retirada (“takeaway”) de bares, restaurantes e estabelecimentos similares durante todos os dias da semana (incluindo sábado e domingo), admitidos, no período do toque de recolher, somente os serviços de entrega em domicílio.

Durante o feriado da Sexta-feira da Paixão, no dia 02, fica vedado o funcionamento das atividades não essenciais e especiais, bem como academias de ginásticas, de qualquer modalidade, e atividades físicas coletivas em geral. Fica vedada a circulação de pessoas e a realização de atividades econômicas nas praias, orlas fluviais, parques aquáticos e similares, parques e praças esportivas ou congêneres, bem como a prática de quaisquer atividades esportivas coletivas amadoras, sendo permitidas as práticas individuais, desde que não gerem aglomerações em todo o estado.

Belivaldo anunciou, ainda, que atividades religiosas, de qualquer credo ou rito, incluídos templos, igrejas e demais estabelecimentos, poderão funcionar respeitando o horário do toque de recolher previsto e desde que limitadas a 30% de capacidade de ocupação, sendo autorizadas, também, neste sábado (03) e domingo (04). “Nós vamos manter até o dia 07, as medidas recentes adotadas. A exceção se dará em virtude da Semana Santa, para que todos possam praticar a sua atividade religiosa no final de semana, mas sempre mantendo a ocupação limitada 30%, para que não tenha problema de aglomeração. Mas repetindo, essa medida vai até o dia 07, depois a gente discute, se continua”, disse.

Aulas presenciais

O retorno às aulas na rede pública e privada está previsto para o dia 03 de maio. Creches, berçários e escolas de ensino infantil continuam funcionando. “Se nos próximos 15 dias a gente a chegar a conclusão que está havendo uma queda dos números da pandemia, a gente pode até retroceder uma semana, mas por enquanto, fica previsto o dia 03 de maio. Pacientes mais jovem estão indo a óbito em uma quantidade bem maior do que no ano passado. No total de óbitos registrados, no momento do pico do ano passado, tínhamos pacientes com idade inferior a 45 anos, no percentual de 13% de óbitos. Agora, nesse momento, esse percentual de óbitos em relação a pacientes com essa faixa etária subiu para 38%. É por isso, que a gente tem que tomar essas medidas relacionadas ao setor de Educação, já que o retorno às aulas envolve mais de 150 mil pessoas circulando todos os dias, dentre alunos, professores e todos os prestadores de serviços da Educação”, explicou o chefe do Executivo estadual.

Trabalhadores da Segurança

O governador informou, também, que a partir da próxima semana, Sergipe vai começar o processo de vacinação do grupo relacionando às Forças de Segurança, observando a Nota Técnica do Ministério da Saúde. “Hoje, o Ministério da Saúde autorizou a vacinação dos profissionais da Segurança Pública, mas com limitações. Vamos seguir a nota técnica do MS”. 

De acordo com a Nota Técnica 297/2021 do Ministério da Saúde, profissionais das forças de Segurança e Salvamento, além das Forças Armadas, serão incluídos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 (PNO). Para o cumprimento da decisão, a pasta antecipará o envio de um quantitativo de doses de vacinas, de maneira escalonada e proporcional, direcionado exclusivamente para a vacinação destes servidores ordenados por prioridade. A nota especifica que a medida se estende aos trabalhadores envolvidos no atendimento ou transporte de pacientes; trabalhadores envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar; trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a Covid-19 e trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público independente da categoria.

“Já solicitei que o comandante da PM/SE junto com a Secretaria de Saúde façam o levantamento desses profissionais descritos na nota. No ofício que enviamos ao MS, pleiteamos que a vacinação se estendesse, também, aos trabalhadores da Educação, mas o Ministério autorizou, neste momento, apenas os profissionais de Segurança que se encaixam nos perfis destacados na Nota”, colocou Belivaldo. 

Transporte público

Na reunião da próxima quarta-feira (07), deverá ser discutido o escalonamento do horário do transporte público com referência aos horários das mais diversas atividades comerciais. “Vamos continuar com essa discussão até terça-feira (06), para que na quarta feira, a gente decida junto ao Comitê. A ideia é que na quarta-feira (07), a gente apresente uma única resolução consolidando todas as medidas adotadas até agora”, concluiu Belivaldo.

Comente: