Startup lança armário compartilhado online em Aracaju

Imagine poder ter acesso a um closet inteiro de roupas de grandes marcas como Armani, Daslu, BCBG, Catherine Malandrino, Ted Baker e outras, pagando apenas uma mensalidade. Esta é a proposta do Clube La Madeleine, um serviço inovador proposto pela startup La Madeleine em Aracaju. A marca – que investe em um serviço online totalmente informatizado – propõe que mulheres possam ter acesso a roupas de grandes estilistas sem precisarem comprar um item novo.

A proposta vem ao encontro da economia de compartilhamento, já que a marca La Madeleine foi criada na Europa, por Wilame Vallantin, um dos berços da ideia de conservação dos recursos naturais. Por isso, a ideia de crescimento sustentável está no DNA da empresa.

“O mundo não precisa de mais roupas. Precisa de mais inteligência na gestão de recursos. A moda é uma das grandes poluidoras modernas e a tecnologia está aí para resolver este problema!”, explica Vallantin. Com um MBA em Ciência de Dados, La Madeleine investe forte em Inteligência Artificial para otimizar o mercado de compartilhamento e incentivar o consumo consciente.

Mas o que isso significa para a consumidora?

Para a consumidora, o Clube La Madeleine significa mais liberdade. Com uma mensalidade que começa a partir de R$199, é possível retirar peças do armário compartilhado e devolver à marca após o uso. Além de vestidos de festa, a marca investe na compra de mais itens para compartilhamento, voltados para o dia-a-dia.

Wilame explica que “não queremos oferecer só vestidos para ocasiões especiais, que serão usados apenas uma vez. A ideia é criar uma solução completa de figurinos, para que a mulher possa ter um guarda-roupa complementar sem precisar recorrer à compra de itens de fast-fashion”. Assim, é possível manter uma espécie de guarda-roupa cápsula em casa e complementar o look com itens variados do closet compartilhado.

A ideia de oferecer itens de grandes marcas está alinhada com o objetivo de investir em qualidade ao invés de quantidade. “Peças de fast-fashion sofrem com o desgaste rápido e é isso que queremos evitar. Nosso objetivo é lixo zero!”, diz o CEO da startup.

Second Hand: uma solução complementar na luta contra o desperdício

Mas a La Madeleine vai além do Clube de Compartilhamento. A empresa também possui um serviço de venda de peças de segunda mão em ótimo estado, mais conhecido internacionalmente como Second Hand.

O Second Hand moderno tem suas bases no brechó, explica o CEO, porém, “fazemos todo um trabalho de curadoria e de organização para que as peças sejam apresentadas em excelentes condições, como se estivessem em uma boutique convencional. A diferença é que nossas peças duram uma vida, enquanto o fast-fashion tradicional vende roupas que vão durar uma semana”, diz Wilame.

Do “laboratório” da empresa, em Viena, na Áustria, ele controla a chegada das peças pelo computador e faz o cadastramento dos produtos no site. Um algoritmo especialmente desenvolvido pela startup avalia o estado das roupas e sugere o preço de venda. Ah, apenas as peças em excelente estado são aceitas, ou seja, a marca nem considera itens rasgados, com furos, bolinhas e outros defeitos.

Mas e o Closet Compartilhado, como funciona?

Por enquanto, o acesso ao Clube é fechado. As interessadas podem deixar o nome em uma lista de espera disponível na página lamadeleineshop.com/conceito/clube. Pessoas que forem indicadas por outros membros do Clube tem prioridade na hora de integrar o guarda-roupas compartilhado. Então, se você já conhece um membro do Clube La Madeleine, é possível pedir um convite.

A ideia de limitar o número de vagas é exatamente para melhor controlar o uso dos itens e evitar o desgaste das peças. “Nós dizemos que temos um acervo aqui na La Madeleine. Para nós, cada peça é uma obra de arte e merece respeito. Queremos em nosso Clube pessoas com essa mentalidade, que entendam que a única saída para os problemas que estamos vivendo é a colaboração e o respeito à natureza. Nenhum ser humano é descartável e nenhum recurso natural é tão abundante que não possa acabar”.

Sobre Wilame Vallantin

Wilame Vallantin é Cientista de Dados e especialista em Fashion Hacking. Com MBA em Ciência de Dados pela FIAP, Wilame já estudou na Suíça e na França e agora vive em Viena. Aracajuano, trabalhou em marcas de luxo como a Nespresso. Atualmente, luta por um mundo mais sustentável e baseado na colaboração.

Quer saber mais?

Site: https://lamadeleineshop.com
Página do Clube: https://lamadeleineshop.com/conceito/clube/
Instagram: https://www.instagram.com/lamadeleineshopbr/
Facebook: https://facebook.com/pg/lamadeleineshop/
Second Hand: https://lamadeleineshop.com/second-hand/
WhatsApp: +55 (79) 9-9148-4287‬

Comente: