Sergipano conquista prêmios na maior Feira de Ciências da América Latina

 

 

Docente do Colégio Estadual General Calazans, em Nossa Senhora das Dores, apresentará projeto de pesquisa em eventos nacionais e internacionais

img-20161121-wa0008Nilson Santos, professor do Colégio Estadual General Calazans, em Nossa Senhora da Dores, circunscrita à Diretoria Regional de Educação 5 (DRE 5), teve pesquisa intitulada Astrofotografia Alternativa premiada na 31ª Mostratec, a maior feira de ciências da América Latina.

 

Vale salientar que como resultado da participação na Mostratec, o projeto levou três premiações, duas das quais são credenciais para eventos de destaques nacional e internacional.

 

Dessa maneira, o docente já garantiu a participação na Mostra de Ciências do Norte e Nordeste (MOCINN), que acontecerá em 2017, no Maranhão, e também representará o Brasil na Politech, uma mostra científica que se dará no Paraguai.

 

img-20161121-wa0003Já a terceira premiação foi uma medalha de destaque na área de atuação do projeto, voltado à engenharia de materiais. O docente conta que já representou Sergipe em outras feiras científicas de renome.

 

“As premiações representam o reconhecimento de todo um trabalho realizado no projeto. A pesquisa conta com a participação do aluno José Matheus Gomes”, disse Nilson Santos.

 

Empenho do professor e interesse do aluno

 

Para a diretora da DRE 5, Maria Laurita Almeida, esse destaque é muito importante para o município de Nossa Senhora das Dores e para o Colégio Estadual General Calazans. Significa o esforço do professor no processo de ensino e aprendizagem.

 

“O reconhecimento representa o empenho do professor e o interesse do aluno ao participar da pesquisa. Além disso, demostra que cada vez mais Sergipe vem apresentando resultados exitosos no cenário educacional”, explicou a diretora.

 

Pesquisa

 

O estudo Astrofotografia Alternativa é destinado a astrônomos amadores que desejam obter imagens da lua, planetas, sistema solar, entre outros objetos cósmicos.

 

A pesquisa tem como proposta a captura de imagens de corpos celestes, utilizando uma webcam de computador adaptada, visando reduzir os custos da atividade, se comparados com os decorrentes do uso de câmeras profissionais à venda no mercado.

 

O estudioso diz que a meta é continuar desenvolvendo e aperfeiçoando o método de registro das astrofotografias para o uso posterior em exposições, catálogos e estudos científicos.

 

Ele agradece o apoio e a colaboração de todos que incentivaram a pesquisa, em especial Douglas Vinicius, que forneceu o modelo da webcam adotada, e David Maia, pela coorientação e envolvimento ativo nas diversas etapas da montagem do projeto.

 

A 31ª Mostratec aconteceu entre os dias 24 e 29 de outubro, na cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, e contou com a participação de expositores de todos os estados brasileiros e de mais de 21 países.

Por Lívia Lessa

Comente: