Semaforização inteligente otimizará trânsito em Aracaju

O uso da tecnologia pelo poder público precisa estar a serviço da população, transformando sua realidade e ampliando sua qualidade de vida. Desta maneira, a Prefeitura de Aracaju trabalha para transformar a capital sergipana em uma cidade inteligente, conectada com o que existe de mais moderno. Como exemplo, a Superintendência Municipal de Transportes de Trânsito (SMTT) começou a implementação da semaforização inteligente.
O primeiro ponto escolhido foi o cruzamento entre a avenida Heráclito Rollemberg e a avenida Josino José de Almeida, conhecida como Canal 4. A partir de lá, todos os semáforos que ligam o local até o Centro serão substituídos, dentro do Projeto de Mobilidade Urbana, que prevê a criação de quatro corredores para transporte público. Nesta primeira etapa, serão priorizados as passagens Beira Mar e Jardins, por conta da intensidade do tráfego.
No local, já foi colocado o primeiro controlador. O próximo passo é troca de toda a estrutura, os postes principais, os repetidores, focos de pedestres, fiação, caixa de passagem e base. Assim que a substituição for feita o cruzamento estará dentro do projeto de inteligência.

Diego Carvalho, coordenador de sinalização da SMTT (Fotos: Sérgio Silva)

“Um semáforo sozinho poderá solucionar uma situação onde os carros estejam parados sem necessidade, sem que haja movimento na via transversal. Ou seja, antes da instalação da central, que será construída na SMTT, os aracajuanos já poderão desfrutar de algumas das facilidades”, explica o coordenador de sinalização da SMTT, Diego Carvalho.

O primeiro cruzamento contemplado

Na prática, o modo de visualização para o condutor não mudará, no entanto será perceptível a ação do sensor que monitora a presença dos veículos, diminuindo o tempo em sinal fechado e agilizando o trânsito, em funcionamento normal e nos períodos de grande intensidade. “No horário de pico, caso o controlador constate que ambas as vias que se cruzam contam com muitos veículos ele consegue distribuir o tempo de forma rápida para evitar desequilíbrios. Tudo isso é feito automaticamente”, continua Diego.

O controlador distribui os tempos de acordo com a quantidade de veículos parados. Esse fato promoverá também uma segurança maior ao dirigir na madrugada ou tarde da noite, pois o sinal demorará apenas o tempo de reconhecer o veículo e checar o cruzamento para abrir.
Na medida em que os semáforos forem sendo substituídos eles irão funcionar de maneira inteligente independentemente, no entanto apenas no final da implantação do projeto será possível conseguir viabilizar os “corredores verdes”, situação em que vários sinais sincronizados permitirão um avanço contínuo dos condutores.
Para trazer tantos benefícios a Prefeitura de Aracaju está investindo cerca de R$ 15 milhões. O prazo total para instalação nos 150 cruzamentos da cidade é de um ano. Quando tudo estiver pronto, ficará clara a importância de investir na inovação como parâmetro essencial de aumento na qualidade de vida dos cidadãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *