Prefeito participa da posse da nova Mesa Diretora do TCE/SE

O prefeito Edvaldo Nogueira acompanhou, na manhã desta segunda-feira, 9, a posse do conselheiro Luiz Augusto Ribeiro como presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). Ele sucede o conselheiro Ulices Andrade. Na solenidade, ocorrida no auditório do Tribunal, também foram empossados os conselheiros Carlos Alberto Sobral e Suzana Azevedo nos cargos respectivos de corregedor geral e vice-presidente. A nova Mesa Diretora fica à frente do órgão no biênio 2020/2021.

“É um momento muito importante. O conselheiro Ulices foi um presidente que, de maneira efetiva, fez uma grande transformação no Tribunal, colocando em prática um método eficaz, de respeito. Agora é a vez de um novo trio conduzir o TCE, tendo como presidente Luiz Augusto Ribeiro, como vice a conselheira Susana Azevedo e como corregedor o conselheiro Carlos Alberto Sobral,  e tenho certeza de que a instituição vai avançar ainda mais, especialmente porque o novo presidente é experiente, está no tribunal há anos e possui um espírito público muito elevado”, destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.

Já empossado, o novo presidente do TCE, conselheiro Luiz Augusto Ribeiro enfatizou que assume o cargo com a missão de dar continuidade a um “excelente” trabalho, já iniciado. Ele também destacou que seu mandato será balizado na compreensão e aprimoramento das ferramentas de controle. “O dia de hoje não será marcado pelo fim de uma gestão, mas pela continuidade de um trabalho voltado para os fins que a sociedade espera. Vamos atingir o nível de maturidade institucional almejado para superar as dificuldades que se apresentam. É tempo de ação. O plano de trabalho muito bem arquitetado já existe. Vamos aprimorar as ferramentas de controle para que o cidadão possa efetivamente sentir os resultados. Vamos intensificar o diálogo com os gestores, mirando no positivismo, mas que não sendo totalmente brando”, declarou.

De mesmo modo, após transmitir o cargo para o novo presidente, o conselheiro Ulices Andrade destacou que deixa a função “com sentimento de dever cumprido” Ele também ressaltou que a instituição tem atuado de maneira responsável, em todas as frentes e disse acreditar que a nova Mesa Diretora avançará neste sentido . “Melhoramos o serviço prestado por esta instituição, mantendo relação de respeito com os gestores, mas sem abrir mão da nossa firmeza. Reabrimos as portas para a sociedade e demos mais prestígio aos servidores, capacitando-os para elevar o patamar do TCE. A nova Mesa Diretora certamente fará melhor e muito mais por esta instituição. Foi uma honra conviver com todos vocês, mas sobretudo será uma honra continuar como conselheiro, ao lado de vocês”, ratificou.

Em nome dos demais conselheiros, o novo corregedor,  conselheiro Carlos Alberto Sobral enalteceu o trabalho prestado pelo ex-presidente da instituição, Ulisses Andrade, e ressaltou que, a posse do novo presidente acontece em um momento especial, quando o TCE está prestes a completar 50 anos de existência. “Reverencio Ulisses, que sai pelo excelente trabalho prestado. Se destacou com simplicidade, honradez e por ter dotado o TCE de instrumentos necessários para cumprir seu papel institucional fazendo a instituição voltar a ser aquela que aconselha, opina. Ao novo presidente, quero dizer que todos estaremos ao seu lado para que sua gestão seja a mais brilhante possível. Somos capazes de melhor servir à Sergipe. Grandes serão os desafios, mas lembre-se de que não estará só”, salientou.

Participaram da solenidade o governador Belivaldo Chagas, a vice-governadora Eliane Aquino, o presidente da Alese, deputado estadual Luciano Bispo, o presidente da Câmara de vereadores, Josenito Vitale, o ex-conselheiro Reinaldo Moura, prefeitos de diversas cidades sergipanas e demais autoridades do estado.

Novo presidente

Luiz Augusto Ribeiro foi deputado estadual por Sergipe, estando na legislatura de 1º de fevereiro de 1979 a 31 de janeiro de 1983. Em sua vida pública, foi ainda Secretário de Estado da Administração, Secretário de Estado da Indústria, Comércio e Turismo, presidindo também a Codise e o Conselho de Administração do Ipesaúde.

Foi nomeado conselheiro da instituição entre 1º de fevereiro de 1983 e 28 de março de 2011, quando exerceu a função de conselheiro substituto.

Comente: