Parceria entre empresários e Governo do Estado viabiliza nova clínica para tratamento oncológico em Sergipe

Na manhã desta segunda-feira, 23, o governador Jackson Barreto viabilizou a implantação da clínica de oncologia Clinradi. Ele firmou contrato de financiamento entre o Governo do Estado, Banco do Nordeste e a unidade de saúde, que vai promover tratamento especializado em radioterapia, além de prestar serviços laboratoriais, clínicos e realizar exames de tomografia. O centro médico vai atender também pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e proporcionar não só a diminuição da fila de pacientes sergipanos que realizam Tratamento Fora de Domicílio (TFD), como também melhor prestação de atendimento e diminuição dos custos do Estado, que deixará que transferir sergipanos para hospitais de outras localidades.

O investimento para construção é superior a R$ 18 milhões, sendo R$ 9.887.876,57 fonte do programa Inovação e Serviços, do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Além de equipamento de braquiterapia, no qual a fonte radiação é colocada dentro ou junto à área que necessita de cuidados médicos, e é utilizado normalmente em pessoas com câncer do colo do útero, da próstata e da pele, a clínica contará, inicialmente, com dois aceleradores lineares, ou seja, aparelhos de radioterapia utilizados em diversos tratamentos. Posteriormente estarão à disposição aparelhos para diagnóstico e planejamento.

O governador Jackson Barreto afirmou que o tratamento do câncer, em Sergipe, é uma questão emblemática e que o cuidado para com as pessoas é a marca do trabalho desenvolvido pelo governo, que presa pela saúde e bem estar da população.  Ele também disse que aos pacientes com câncer merecem tratamento digno, eficiente e no próprio local onde vivem.

“Esse é um investimento que enche os olhos e o coração da gente. Nós vemos nascer uma clínica para recuperação das pessoas, e que tem o compromisso de trabalhar na restauração dos pacientes acometidos dessa doença perversa. E restabelecer uma vida é muito mais importante que descerrar placas de inauguração de um prédio. O Estado agradece, pois o que vocês estão fazendo é muito mais que um compromisso profissional, é uma prova de amor ao nosso povo e respeito ao semelhante”, declarou o governador.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, José Sobral, além da melhoria do atendimento em Sergipe, o governo terá condições de comprar serviços da Clinradi. “A clínica terá uma margem de utilização de equipamentos e poderemos adquirir atendimentos extras, ao invés de mandar pacientes fazerem tratamento fora do domicílio. Isso facilita e muito a condição do nosso usuário do SUS. A expectativa é que a gente possa gastar menos com TFD, passagens e diárias. Isso representa, também, economia para o Estado. Esperamos que até o meio do ano de 2016, tenhamos essa máquina funcionando, e que depois utilizemos o equipamento novo do Huse”, enfatizou.

O projeto da construção prevê não só a implantação da Clinradi, com edificação de três pavimentos, como a aquisição dos três equipamentos médicos. As obras já estão em fase de conclusão e acontecem na avenida Antonio Carlos Leite Franco, no bairro Jardins, atrás do Hospital Primavera. Os médicos oncologistas sergipanos responsáveis pelo projeto são: William Eduardo Nogueira Soares, William Giovanni Panfiglio Soares Roberto Queiroz Gurgel, Nivaldo Farias Vieira, Aécio Costa Cavalcanti e Karina Oliveira Ferreira.

Segundo o sócio William Panfiglio, o projeto da clínica abrange não só a realização do tratamento do câncer, como também a formação e qualificação de profissionais e geração de empregos para mão de obra local. São cerca de 100 postos de trabalhos diretos e indiretos. Além disso, será utilizada aparelhagem moderna em uma clínica de quase 3 mil m², com 38 vagas de estacionamento.  Conforme previsão da equipe médica, a clínica terá capacidade para realização de 210 tratamentos por mês, sendo 70 de radioterapia convencional e o restante por meio da braquiterapia.

“A Clinradi vai ter acelerador linear capaz de realizar radioterapia 3D, IMRT, VMAT, IGRT e radiocirurgia, que são técnicas de radioterapia super modernas. Além disso, teremos aparelho de braquiterapia 3D, único na região, com capacidade de realização de aproximadamente 140 tratamentos por mês”, complementou Panfiglio.

Para o superintendente estadual do Banco do Nordeste, Saumíneo Nascimento, o contrato com a Clinradi comprova o avanço da medicina em Sergipe e abre perspectivas, também, para o aumento da oferta de cursos na área e de oportunidade de residência médica. “Essa clínica é um sonho da sociedade. São empresários locais apostando no desenvolvimento social e econômico. Esse empreendimento é especial e servirá não só para Sergipe, como outros estados”. De acordo com ele, em dois anos o banco já investiu em Sergipe, apenas no setor de saúde, R$ 50 milhões.

Ampliação do tratamento

Na sexta-feira, 20, Jackson Barreto assinou, junto ao ministro da Saúde, Marcelo Castro, ordem de serviço para a construção do bunker no Huse. A edifição do novo espaço de radioterapia integra o Plano de Expansão no Sistema Único de Saúde (SUS) do Ministério. Estão sendo investidos R$ 2.129.997,03, recursos do Governo Federal, na obra que irá iniciar no dia 10 de dezembro. A previsão de entrega, com o equipamento instalado, é setembro de 2016.

Segundo o governador, o dia 20 de novembro é histórico, pois foi marcado pelo ato que proporcionará ampliação do tratamento de radioterapia em Sergipe. “Nenhuma obra seria tão valiosa para nosso povo como essa [construção do bunker], que vai colocar novo equipamento no estado. Isso mostra nosso compromisso com a saúde pública. Vamos facilitar a vida das pessoas que precisam da assistência do Huse, e agradeço a Deus por ver essa realidade e poder contribuir e ajudar meu estado e minha gente a ter dignidade e melhores condições de tratamento”, declarou Jackson, na ocasião.

Sergipe foi contemplado na primeira etapa da entrega dos aceleradores lineares. Dos 80 adquiridos pelo Ministério da Saúde, provenientes de recursos na ordem de R$ 500 milhões, dois serão destinados ao estado, segundo explica o ministro Marcelo Castro. Além do Huse, o Hospital Cirurgia também recebe o equipamento. Porém, neste caso, a responsável por promover a construção do bunker é a própria unidade de saúde. “O estado terá mais dois aparelhos. Significa que vamos mais que dobrar a capacidade de radioterapia aqui para melhorar a saúde da população”.

Presenças

A solenidade contou com a presença do vice-governador, Belivaldo Chagas; presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo; secretários de Estado da Comunicação, Sales Neto, de Governo, Benedito Figueiredo, da Tecnologia e Desenvolvimento, Francisco Dantas, e Infraestrutura, Valmor Barbosa; presidente da Junta Comercial do Estado de Sergipe, George Trindade; presidente da Somese, Aderval Aragão; representante da Academia Sergipana de Medicina, Lúcio Prado; gerente do BNB em Laranjeiras, Jorge Luis; além dos sócios da Clinradi William Eduardo Nogueira Soares, Roberto Queiroz Gurgel, Nivaldo Farias Vieira, Aécio Costa Cavalcanti e Karina Oliveira Ferreira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *