Prefeito participa do lançamento do primeiro outlet de Aracaju

O primeiro outlet urbano será construído em Aracaju e, na noite desta sexta-feira, 23, o prefeito Edvaldo Nogueira acompanhou o lançamento do empreendimento do Grupo Celi, que tem um modelo pioneiro no país e passa a agregar à economia da cidade, além de atrair ainda mais negócios, emprego e renda, e visitantes para uma capital que vive um ritmo cada vez mais acelerado na busca pelo desenvolvimento.
Um dos grandes atrativos do outlet é que, ao contrário dos demais comércios desse ramo, ele não fica afastado das cidades. O empreendimento que será erguido em Aracaju será instalado no Centro Administrativo, acessível para quem chega à cidade e para os moradores da capital que não precisarão percorrer grandes distâncias para encontrar bons produtos com preços atrativos.
Para o prefeito, essas características se unem ao modelo de cidade que ele deseja construir em conjunto com o seu secretariado e também junto à população. “É como venho falando desde o início da gestão, trabalhamos para reerguer a capital como uma cidade inteligente, moderna e criativa. Esse outlet contempla essas qualidades. Ele é importante por diversos aspectos, sobretudo, porque gera emprego, renda, além de ter um modelo pioneiro, dentro da cidade, no ambiente urbano, o que vai facilitar a expansão da capital e, claro, vai atrair turistas, consequentemente, aquecer a economia. Fico muito feliz por participar desse lançamento, ainda mais quando nos aproximamos do aniversário de Aracaju”, destacou Edvaldo.
Em todo o mundo, são 435 comércios desse ramo. O empreendimento de Aracaju passa a integrar um grupo de 19 outlets da América Latina, 12 deles no Brasil. Apesar de ser bastante conhecido e agradar pessoas das mais diversas classes sociais, o ramo dos outlets é recente. Os empreendidos desse tipo no país têm em média três anos e meio e em outras partes do mundo a média é de 13 anos. No entanto, o modelo urbano é ainda mais novo.
O outlet de Aracaju vai compreender, entre outros espaços, 57 lojas do segmento de moda em geral e artigos do lar, oito lojas de serviços e conveniência, 10 fast foods, 800 vagas de estacionamento, tudo isso em uma área de 50.000m².
O empresário Luciano Barreto, à frente do grupo que neste ano completa 50 anos, frisou que a Celi segue no caminho do pioneirismo e a escolha por Aracaju em abrigar o empreendimento é por saber que a capital, justamente com a atual gestão, está demonstrando a força que tem para o desenvolvimento. “Nós da Celi queremos fazer parte desse desenvolvimento. Em uma outra oportunidade eu disse ao prefeito que já se sente na cidade um ar de crescimento, de mudança positiva e, tenho certeza, Aracaju vai voltar a ser a capital da qualidade de vida”, afirmou.

Comente: