“Não me pergunte de que partido eu sou. Eu vou apenas defender a vida dos cidadãos sergipanos”, disse Vereador Isac

A semana começou na porta da urgência do Hospital São José, onde o vereador Isac Silveira (PCdoB), relator da CPI da Saúde, concedeu entrevista para o programa Balanço Geral Manhã sobre os serviços que não estão sendo ofertados pelo hospital filantrópico por falta de demandas.

O vereador também falou com radialistas na Câmara Municipal de Aracaju, e fez o uso da tribuna, durante o pequeno expediente, sobre o mesmo assunto. “A CPI da Saúde esteve na última sexta-feira no Hospital São José e nós pudemos perceber a existência de leitos vazios, por conta da falta de encaminhamento de pacientes. O hospital alega que a sua meta não é batida porque a Secretaria Municipal de Saúde não envia demanda. Nós, integrantes da CPI, ficamos todos constrangidos e impactados com essa informação”, afirmou Isac.

O parlamentar trouxe o exemplo de uma família, que aguarda uma cirurgia há anos, para os colegas. “Muitas crianças nascem com problemas nos pés, ou com eles tortos, ou com pés de bailarina, que não conseguem realizar a pisada normalmente, isso tudo são doenças congênitas. Eu conheço uma mãe do Bairro Industrial que a filha tem esses pés de bailarina, e aguarda uma cirurgia há 2 anos. O hospital São José realiza esse procedimento, tem uma aquipe para fazer, e ela não consegue. E o que mais me apavora é que essa equipe pode ser desfeita, os médicos podem ir embora para outros estados, porque não tem serviço para eles aqui. Olhem que barbaridade”, disse.

Segundo Isac, a secretária municipal de saúde, Waneska Barboza, já foi avisada da situação e mesmo assim existe uma ineficiência da administração pública para solucionar algo tão grave. “Eu já conversei com a secretaria, estou fazendo essa denúncia aqui, a CPI vai fazer uma análise, mas não dá mais para esperar. E não me perguntem de que partido eu sou, eu vou sempre defender a vida dos sergipanos. É o meu compromisso e a ele eu serei devoto”, concluiu o parlamentar.

Por Bruna Cury, Assessoria de Imprensa do parlamentar

Comente: