Instituto Banese realiza um marcante São João da Gente Sergipana

Átrio do Museu da Gente Sergipana se transforma em arraiá e celebra festejos juninos com música, homenagens e barco de fogo em programa de TV para público assistir de casa 

O Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda é um tradicional espaço de celebrações da cultura popular em Sergipe. No mês de junho, as comemorações ganham ainda mais força para festejar o ciclo junino, mas esse ano foi preciso se reinventar para garantir a continuidade da tradição junina e das comemorações junto ao público do museu mesmo que à distância.

Foi por isso que o Grupo Banese, através do Instituto Banese, e o Governo de Sergipe, com apoio da Energisa e TV Sergipe, realizaram um conjunto de ações, que além de salvaguardar a tradição junina, fomenta a produção cultural, apoia nossos músicos e cantores de forró e ainda faz merecida homenagem a talentosos artistas que fizeram a história junina em Sergipe e que até hoje emocionam e inspiram.

Além do edital ‘Forró da Quarentena’, que premia 70 artistas do ciclo junino, foi preparado o programa ‘Sergipe: o país do forró’, que será exibido pela TV Sergipe no próximo sábado, dia 27, após o Jornal Hoje. A programação especial conta com a Orquestra Sanfônica de Aracaju, com participação especial de Amorosa, homenagem a artistas do ciclo junino projetados na fachada do Museu da Gente Sergipana, a tradicional queima do barco de fogo, além de um passeio por tradicionais festas juninas em Sergipe, comidas típicas e artesanato sergipano. Tudo isso em um cenário rico em detalhes, cores, sabores, inspiração, aconchego e encantos que ficará montado para visitação após a reabertura do Museu da Gente Sergipana.

Durante a gravação do programa e exibição de flashs ao vivo no Telejornal SE 2, da TV Sergipe, na noite desta terça, 23, o maestro da Orquestra Sanfônica, Evanilson Vieira, fala da emoção em participar desse momento importante para a cultura junina no Estado. “Primeiro é uma alegria voltar ao Museu que sempre lembra da nossa orquestra. E estar aqui em um momento tão diferente para todos nós, proporcionando um programa especial para o público ver de casa, é engrandecedor e emocionante”, afirma.

A cantora Amorosa define o momento como especial e histórico. “O que o Museu da Gente Sergipana, com todos esses parceiros, está proporcionando para Sergipe nesse momento difícil que atravessamos é histórico e será lembrado por muito tempo. É uma honra homenagear a minha geração ao lado de uma orquestra que reúne várias expressões de diversas gerações. Tudo aqui foi feito com muito primor, riqueza de detalhes. Agradeço pelo convite, por poder cantar para meu povo num momento que não seria possível fazer dentro do que costumamos nessa época. Estou muito feliz e agradecida”, comemora.

Para o diretor superintendente do Instituto Banese, Ezio Déda, o projeto São João da Gente Sergipana 2020 está sendo realizado especialmente para comprovar que a cultura sergipana é capaz de sobreviver a momentos difíceis. “A cultura sergipana, especialmente a junina, é muito forte por si só. Mas encontra no Museu da Gente Sergipana e nas ações culturais e sociais do Instituto Banese o suporte para existir e chegar até os sergipanos de forma pulsante e vívida. Não poupamos esforços para que o sergipano tenha esse encontro com a sua cultura mesmo estando em casa”.

O Instituto Banese é uma associação mantida pelo Banco do Estado de Sergipe e por suas empresas relacionadas: Sergipe Administradora de Cartões e Serviços Ltda (SEAC), empresa que administra o cartão de crédito Banese Card e a rede de adquirência TKS, e Banese Administradora e Corretora de Seguros.

Comente: