Governo reforça policiamento com operação Comércio Seguro

O objetivo é aumentar a visibilidade dos policiais e inibir a criminalidade durante os meses de novembro e dezembro, quando o fluxo de consumidores se eleva consideravelmente

O governo do Estado, por meio da secretaria de Segurança Pública (SSP), dá início no dia 1º de dezembro à operação Comércio Seguro, que reforçará o policiamento no Centro da capital durante o período que antecede o Natal e o Ano Novo. O reforço prossegue até o dia 15 de janeiro, concentrando o efetivo policial na região do Comércio de Aracaju e nos Bairros 13 de Julho e Siqueira Campos.

O objetivo é aumentar a visibilidade dos policiais e inibir a criminalidade durante os meses de novembro e dezembro, quando o fluxo de consumidores se eleva consideravelmente. De acordo o tenente-coronel Vivaldy Cabral Santos, do Comando de Policiamento da Capital (CPMC), o intuito é dar continuidade aos bons números alcançados nos últimos anos com relação à redução nos índices de ocorrências no período, especialmente com relação aos casos de arrombamento de veículos.

“Vamos montar bases de monitoramento nos Calçadões para servir de referência. Como o horário do comércio se estende, vamos acompanhar essa extensão. A operação irá durar todo o mês de dezembro e se encerrar na segunda semana de janeiro. Todos os anos, o reforço reflete na diminuição da criminalidade, e nós esperamos que neste ano obtenhamos os mesmos resultados ou até os superemos”, afirma o comandante.

O reforço no policiamento atende a uma demanda da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). Para articular parcerias, representantes da CDL e da Polícia Militar se reuniram nas últimas semanas, a fim de traçar um planejamento integrado para o período. De acordo com o presidente da CDL, Brenno Barreto, o reforço da polícia no Centro já foi iniciado, mas deve se intensificar no dia 1º de dezembro com a chegada do Papai Noel.

“É de praxe que todos os anos, em meados de novembro, a gente solicite o reforço de policiamento por conta do aumento da circulação de pessoas e de dinheiro. Nas reuniões com a polícia, passamos os locais críticos e oferecemos nosso suporte. A gente começa 45 dias antes do Natal, por isso já tem policiais atuando na área. No dia 1º de dezembro, acontece a chegada do Papai Noel, que é transportado no caminhão do Corpo de Bombeiros. É quando o fluxo fica mais intenso e o apoio da polícia é ainda mais necessário”, diz.

Do dia 1º ao dia 15 de dezembro, o comércio funcionará das 8h até as 21h. Do dia 16 até o dia 30, o horário é de 8h as 22h, sendo que no dia 24 o funcionamento tem horário especial, até 17h. O horário diferenciado prossegue até o dia 15 de janeiro de 2018, assim como a operação de reforço policial.

Boas práticas 

O comandante de Policiamento Militar da Capital detalha a dinâmica da operação e faz um alerta sobre boas práticas aos consumidores. “Vamos empregar uma quantidade expressiva de policiais militares posicionados em locais estratégicos. Colocaremos uma viatura no centro do Calçadão com monitoramento de câmeras. A parte de comunicação também é realizada de forma bastante rápida. Além disso, as pessoas têm que entender que, quanto mais atentos e menos vulneráveis estiverem, menor chance terão de ser vítimas das ações dos marginais”, adverte.

Entre os cuidados de segurança destacados pelo tenente-coronel Vivaldy Cabral está a prevenção em relação aos aparelhos celulares e bolsas, que não devem ser utilizados em vias públicas. O comandante recomenda ainda que sejam evitadas orientações de pessoas estranhas e que sejam separadas previamente pequenas quantias em dinheiro para não atrair a atenção de pessoas suspeitas.

Comente: