Governo inicia obras de duplicação da avenida Euclides Figueiredo

São R$ 23.113.648,78 investidos, provenientes do Programa de Infraestrutura e da Mobilidade Urbana

O Governo de Sergipe iniciou a duplicação da avenida Euclides Figueiredo na zona Norte de Aracaju. São R$ 23.113.648,78 investidos, provenientes do Programa de Infraestrutura e da Mobilidade Urbana (Pró Transporte). A obra de ampliação de uma das principais avenidas da capital e via de acesso ao município de Nossa Senhora do Socorro começa no final da avenida Tancredo Campos, no bairro Porto D’Anta. O objetivo da obra de mobilidade urbana é minimizar os entraves na circulação de veículos e pedestres, além de proporcionar mais segurança e qualidade de vida para os cidadãos.

De acordo com o secretário estadual da Infraestrutura, Valmor Barbosa, quem trafega pelo local já pode notar as mudanças que a obra ocasionou. “O trecho se transformou em um imponente canteiro de obras. Caçambas, retroescavadeiras, carros pipas, caminhões e escavadeiras hidráulicas compõem um novo cenário na região, e 47 profissionais trabalham nos serviços de escavação, aterros com areia, expurgo de material argiloso e supressão vegetal, além de lançamentos da rede de drenagem”, explica.

Ele ressalta que a intervenção faz parte de um conjunto de ações transformadoras no bairro. “Os serviços contemplaram a duplicação da avenida Tancredo Campos, em que foram executados os serviços de drenagem, esgotamento sanitário, construção de duas estações elevatórias, cobertura do canal e implantação de ciclovias e passeios onde estão sendo finalizados a construção das rampas e aplicação de piso táctil, além da construção de calçadas na avenida João Rodrigues e urbanização no loteamento Santa Tereza, com a pavimentação asfáltica e granítica em diversas ruas e execução de rede de drenagem”, detalha.

Valmor Barbosa falou também sobre o cunho social da obra. “Além de promover melhorias na mobilidade urbana nos bairros Industrial e Porto D’Anta, o que por conseguinte refletirá nas demais regiões da capital, a obra elevará a autoestima dos moradores das localidades e das 580 famílias do residencial José Eduardo Dutra que, em breve, terão um espaço de lazer digno das suas necessidades e que estimulará o convívio social. Sem contar que o projeto dialoga com a beleza do manguezal ali existente, transformando o local em um novo cartão-postal de Aracaju”, enfatiza.

Intervenção

Correspondendo ao trecho I, os serviços correspondem ao aterro compactado, construção de um muro de contenção, implantação de rede de drenagem com instalação de galerias celulares em três tamanhos e duplicação da avenida com pista de rolamento de nove metros de largura, sinalização horizontal com pintura termoplástica e vertical com placas reflexivas, além de semipórtico para sinalização de rodovia.

Paralelo ao trecho em questão, será construída uma área de lazer equipada com ciclovia em concreto polido pigmentado, calçadas em concreto polido, pista de cooper, três quadras de vôlei de areia, três quadras poliesportivas, dois parques infantis, um campo de futebol society, dois quiosques específicos para venda de cocos, uma rampa de skate, 12 quiosques para convivência, um posto de saúde, dois postos policiais, um estacionamento em paralelepípedo de 286 m² e dois estacionamentos em pavimentação asfáltica com 3.226 m², sendo que em toda a extensão serão construídas rampas para pessoas com mobilidade reduzida e aplicados 183 metros de piso táctil em concreto.

Completando o espaço, em todo o trecho da área de lazer serão instaladas 29 lixeiras em fibra de vidro com cinzeiro, 29 bancos de concreto com encosto de madeira massaranduba, rede de iluminação pública com 35 postes de 16 metros com quatro pétalas e lâmpadas de vapor de sódio 400 W. No projeto paisagístico serão aproveitadas algumas árvores existentes, bem como plantadas 352 unidades de árvores, 1.343 unidades de arbustos e 19.354 m² de grama.

Comente: