Governo apoia estudante da rede estadual selecionada para curso em Cambridge

Larissa Pavani Santos, aluna do 3º ano do Colégio Estadual Murilo Braga, Itabaiana, está entre os seis estudantes selecionados em todo o mundo para uma bolsa de estudos na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, para um curso pré-universitário oferecido anualmente pela instituição. Após passar por todas as fases de seleção, a jovem foi contemplada com uma bolsa parcial de 50% e para possibilitar a realização desse sonho, o governador Belivaldo Chagas, juntamente com o presidente do Banese, Fernando Mota, entregaram à estudante um cheque no valor de R$ 6.500,00 para cobrir o restante das despesas necessárias para que ela participe do curso. A assinatura do contrato foi realizada nesta segunda-feira (04), no gabinete do governador.

Para Belivaldo, a conquista da estudante do Murilo Braga orgulha a todos os sergipanos e reforça a capacidade da rede pública em oferecer qualidade de ensino aos seus alunos e estimulá-los como cidadãos e agentes transformadores da realidade. “Larissa é um exemplo do quanto vale à pena investir no ensino público e do poder transformador e inclusivo da Educação. Essa jovem orgulha a Sergipe e orgulha o Murilo Braga, um colégio que já revelou muitos talentos para o nosso estado em uma terra que é um berço de grandes sergipanos, Itabaiana. Agradeço ao Banese, diante das limitações econômicas e legais do Estado para incentivar mais ações como esta, por possibilitar que Larissa realize esse sonho que é dela, mas que orgulho a todos nós”, disse o governador.

A jovem de 17 anos explicou que ser selecionada pela Universidade inglesa é muito significativo para ela e que o apoio do Estado foi fundamental para a concretização desse objetivo. “É muito importante esse apoio porque significa a esperança que todos nós temos na educação. Para mim, a educação ajuda a nutrir os meus sonhos e ela pode mudar o mundo e os nossos destinos. Estou muito feliz ao representar minha comunidade e meu estado, pois isso serve de incentivo para outros alunos, assim como outros alunos intercambistas da rede serviram de inspiração para mim”, declarou Larissa Pavani.

Segundo Fernando Mota, o incentivo oferecido a Larissa condiz com a missão do o Banco do Estado de Sergipe de apoiar à cultura e à educação no estado. “O Banese tem essa orientação de apoiar as atividades educacionais, culturais e artísticas, além de incentivar o esporte no estado. O Banese está frequentemente apoiando essas iniciativas. A história de Larissa realmente impressiona e para o Banco é um orgulho e uma satisfação participar dessa conquista. Tenho certeza que ela será um exemplo e incentivo a todos os estudantes não só de Itabaiana, como também do Estado de Sergipe”, declarou o presidente do Banco.

O senhor Messias Santos, pai da estudante, informou que sem esse apoio do Estado, a família não teria condições de arcar com o restante das despesas da viagem. “Eu só estudei até o ginásio e minha esposa, que é dona de casa, até o ensino, médio então ver minha filha conquistando tudo isso, nos orgulha muito. É um sonho realizado na vida dela e só tenho palavras de agradecimento, pois sozinhos não teríamos como possibilitar essa viagem a ela. Essa vitória não é só minha, nem dela, é nossa. Estou muito agradecido a Deus e a todos aqui porque acredito isso que está acontecendo traz alegria para todo mundo. É um exemplo de vida e principalmente no meio da educação”, expôs o pai da menina.

Curso em Cambridge

A Universidade de Cambridge, na Inglaterra, oferece cursos de verão e de primavera anualmente para alunos do mundo inteiro. Apesar de serem cursos pagos, são oferecidas cinco bolsas integrais e parciais para estudantes de todo o mundo.

A seleção passou por duas fases. A primeira foi uma redação, e a segunda fase foi uma entrevista. A redação, escrita inteiramente em inglês, abordou o tema: “Se você tivesse um bilhão de dólares para investir no seu país, em que você investiria e por quê?”. Larissa escreveu que investiria em Educação, contando um pouco da sua história pessoal e mostrando como ela gostaria que fossem as escolas públicas.

Ela enviou a redação para a Universidade de Cambridge, juntamente com uma carta de recomendação de um professor e o histórico escolar com as suas notas, e foi pré-selecionada para a fase da entrevista presencial, também feita em inglês, na qual também foi selecionada e contemplada com uma bolsa de estudos parcial de 50% de desconto, cujo valor é 1.150 libras. A bolsa cobre as despesas com estada, duas refeições diárias e traslado do aeroporto para a universidade.
 

Jovem Embaixadora

 Larissa Pavani também foi selecionada pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para representar Sergipe no programa Jovens Embaixadores. Nesta segunda (04), a estudante retornou do intercâmbio, junto com mais 50 alunos que representaram o Brasil no programa. O programa é voltado para alunos de escolas públicas de 15 a 18 anos de idade, com um bom nível de inglês e que tenham, no mínimo, um ano de trabalho voluntário.

Larissa, que já desenvolve um trabalho voluntário ensinando inglês a pessoas pobres em sua comunidade, revelou que a experiência a fez voltar com mais vontade para realizar novos projetos. “Foi muito maravilhoso. Nós aprendemos muito sobre voluntariado para aplicar na nossa comunidade, porque o mais importante desse intercâmbio não é o programa em si, mas o trabalho que se faz na comunidade e retornar com novos estímulos”.

 Educação

O secretário de Estado da Educação, professor Josué Modesto dos Passos Subrinho, destacou que a conquista de Larissa se soma a outras conquistas dos alunos da rede estadual e juntas demonstram que a decisão do governador Belivaldo ao priorizar a Educação na sua gestão já tem resultados.  “Esse feito da Larissa é muito importante. Ela é um símbolo da escola pública que dá certo. Assim como ela, temos muitos outros alunos que estão conseguindo realizar seus sonhos. Só na primeira fase do Sisu já contabilizamos 1.260 estudantes da nossa rede, seja do ensino regular ou do Preuni, aprovados em universidades públicas este ano. Não só na UFS, como em outras intuições públicas e privadas. Esse é o maior número já registrado na nossa rede, o que mostra que os esforços do governo em priorizar a educação têm dado resultado”, enfatizou o gestor da Seduc.

Comente: