Governador confirma retorno dos festejos juninos no Centro de Criatividade

Centro será palco do “Arraiá Arranca Unha”, tradicional concurso de quadrilhas que será retomado entre os dias 15 e 30 de junho

O governador Jackson Barreto visitou nesta sexta-feira, 26, a obra da reforma e ampliação do Centro de Criatividade, no bairro Cirurgia, espaço dedicado a cultura sergipana. Diariamente 60 operários trabalham para garantir que até meados de junho a primeira etapa da obra seja entregue à população. A parte externa do Centro será palco do “Arraiá Arranca Unha”, tradicional concurso de quadrilhas que será retomado entre os dias 15 e 30 de junho. Para que o espaço volte a desenvolver suas atividades estão sendo investidos R$ 2,7 milhões.

Satisfeito com o andamento da obra, o governador falou da importância do espaço para a cultura sergipana e do seu compromisso com a comunidade do bairro Cirurgia, local que morou com sua família por 40 anos. “Eu estava muito preocupado com a situação da estrutura física do Centro de Criatividade e, inclusive, com a suspensão de suas atividades culturais que sempre estiveram inseridas no contexto da comunidade, principalmente nos festejos juninos. Graças a Deus encontramos uma saída, estamos recuperando o espaço e este ano já teremos eventos juninos. Minha alegria é muito grande porque não é só um governador cuidando de mais uma obra, é cuidando de uma obra que tem um significado muito grande na minha vida e na vida da comunidade do bairro Cirurgia”, ressaltou.

O secretário de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Valmor Barbosa, garantiu a finalização da primeira etapa da obra, que abrange a parte externa do local, e acredita que, até o final do ano, o Centro de Criatividade será entregue todo reformado para a população. “Estamos fazendo aqui uma belíssima obra. São quase 14 mil m² de área, sendo 4 mil m² quadrados de espaço construído. Até metade do mês de junho, estamos entregando a primeira etapa que corresponde a mais de 2/3 da obra, que seria toda essa parte de palco, concha acústica, recuperação da estrutura metálica da área coberta, ou seja,  toda parte externa da zona leste e sul. A parte norte e a interna, que corresponde a segunda etapa, deve ficar pronta e ser entregue até o final do ano. Essa primeira parte concluída possibilita que os festejos juninos possam acontecer nessa área”, afirma.

O gestor lembrou das dificuldades financeiras enfrentadas no início da obra, mas hoje comemora o andamento dos reparos e ampliação que estão sendo feitos no local. “Nós tivemos problemas inicialmente, mas felizmente o governador Jackson Barreto conseguiu os recursos com o Banese e dentro do próprio Governo do Estado, e hoje a obra é uma realidade”, declara.

O comerciante e morador do bairro Cirurgia há 45 anos, Seu Antônio Carlos Santos está muito contente com a reforma e ansioso com a retomada das atividades do local. “A vida aqui era uma coisa antes do Centro de Criatividade e depois de sua construção mudou muito para melhor. Nós estamos numa felicidade que não cabe no peito em saber que esse espaço vai voltar a funcionar, que teremos de volta as atividades culturais que aconteciam aqui, em especial o Arraiá do Arranca Unha que voltará a acontecer mês que vem”, comemorou.

Outro morador do bairro que está muito satisfeito com a reforma do Centro e que fez questão de acompanhar a visita ao lado do governador é o deputado estadual Robson Viana. Ele falou da importância cultural do local para a sociedade sergipana e para a comunidade local. “Isso aqui é um berço cultural muito grande e, tanto eu quanto a comunidade, estávamos muito tristes com essa ociosidade. Aqui já aconteceram vários eventos culturais e de arte cênica, diversas oficinas, tinha restaurante, cinema e estava tudo parado. Hoje, sabendo que vamos ter uma parte da obra concluída para termos nossos festejos juninos, que são muito forte no bairro, fico muito feliz. Tenho certeza que os moradores do bairro Cirurgia e adjacências vão agradecer ao governador por devolver esse espaço cultural à população”, celebrou.

Atividades

Durante a visita à obra, o governador destacou a importância de retomar todas as atividades culturais e sociais do Centro. Um dos projetos que ele gostaria que fizesse parte da programação são aulas para crianças e jovens da comunidade. “Ultimamente aqui estava sendo subutilizado, tendo apenas atividades juninas. É preciso voltar a produzir e ser uma escola de arte. São necessárias atividades culturais permanentes para a rapaziada do bairro. Meu sonho é que aqui, assim como em localidades da periferia, tenha aulas de balé para a comunidade carente. Já falei com o secretário de Inclusão Social sobre o assunto, que é algo que levanta a autoestima dos jovens e temos visto todos os dias que os grandes talentos não saem da burguesia, e sim do povo”, destaca.

O superintendente executivo da Secult, Irineu Fontes, adiantou que existem vários projetos para o espaço em parceria com diversas pastas do Estado. “Para manter um lugar desse só com a união de várias secretarias e aqui teremos presentes as de Cultura, Esporte, Inclusão Social e Educação. Estamos criando duas comissões: uma de administração do espaço e outra de qualificação e informação. Vamos ter convênios com universidades, com o Sebrae, Senac e Sesc para podermos trabalhar com essa comunidade, tanto na área cultural, quanto na social que envolvem a parte esportiva, de educação e segurança. Nós temos uma comunidade que precisa desse trabalho e o Governo de Sergipe cumpre esse papel”, explicou Irineu.

Para o diretor do Centro, Isac Galvão, todos estão engajados e entusiasmados com o retorno das atividades do espaço. “Queremos que o local volte a ser o Centro de Criatividade, só que agora com uma nova estrutura, com outra visão, colocando em prática seu objetivo. É um espaço importante para o lazer e turismo porque o Centro tem uma história, a comunidade realmente tem uma identidade cultural muito forte e temos que voltar com as atividades culturais, artísticas e turísticas”, ressalta.

Festejos Juninos

Mesmo diante das dificuldades financeiras que o Estado enfrenta, Jackson garantiu que os festejos juninos na capital serão mantidos graças ao apoio de patrocinadores. “Vamos ter atividades no Centro de Criatividade, no Gonzagão e na Orla de Atalaia com o Arraiá do Povo, evidente que com menos atrações e com menos dias de festa, porque a situação do país é crítica e a do Estado muito crítica. Não dá para fazer eventos com recursos do Tesouro do Estado, esses eventos só irão acontecer porque estamos buscando patrocínio”, reforça.

O Arraiá do Arranca Unha acontece de 15 a 30 de junho no Centro de Criatividades com o tradicional concurso de quadrilhas juninas e apresentações de trios de forró. No Gonzagão a programação começa no dia 16, também com concurso de quadrilhas e apresentações de cultura popular. Já o Arraiá do Povo, na Orla de Atalaia, deve iniciar sua programação no dia 22 e vai até o final do mês. “Já estamos com todo projeto pronto para o Arraiá do Povo, com edital aberto para a escolha dos artistas, que é uma forma democrática e transparente, na qual você já sabe o custo que terá, o artista sabe o quanto irá receber e como vai ser todo o critério da apresentação dele. Vamos ter em torno de 70 artistas sergipanos e nacionais participando, além das apresentações das quadrilhas juninas e grupos de cultura popular. Serão três espaços na capital, para que a população do estado e os turistas possam desfrutar dessa festa grandiosa e tradicional de Sergipe”, enfatiza Irineu Fontes.

Obra

A obra do Centro de Criatividade foi dividida em duas etapas: A primeira corresponde a parte externa que inclui a concha acústica, as arquibancadas e o acesso do público. Já a segunda parte, a interna. As intervenções, executada pela Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), contempla o espaço cultural, o anfiteatro com palcos e camarins, quadras e área de lazer. Já a ampliação abrange alojamento e duas guaritas com área total construída de 2.200m².

O novo Centro de Criatividade terá com 120 lugares, atelier de pintura, mezanino e depósito. Já o anfiteatro contará com arquibancada com capacidade para mil pessoas, palco com 110 m² e três camarins masculinos e três femininos. O espaço terá ainda duas quadras: uma polivalente com 390m², com arquibancada capaz de suportar 380 pessoas, e a outra de voleibol, com 160m² e arquibancada com capacidade para 130 pessoas.

A área de lazer será ampla com mesas de xadrez e de dama, um parque para crianças com brinquedos (gangorra, escorregadeira, trepa-trepa e escada de cilindros), e bancos de concreto em toda a praça. Outra novidade é a acessibilidade, estão sendo colocados rampas de acesso, corrimões e piso tátil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *