Emília encoraja as mulheres a denunciar qualquer tipo de violência sexual

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (PEN), está encorajando as mulheres a denunciar qualquer tipo de violência sexual. Segundo ela, a impunidade é regra em casos de abuso sexual.

Para Emília, apesar de muito frequentes em qualquer ambiente, não sem tem uma estatística segura das situações constrangedoras vivenciadas pelas mulheres. Para muitas, o expediente de trabalho é um local de angustia, medo, traumas e adoecimento.

“Vamos denunciar, não tenham medo porque só assim seremos respeitas. Os cobardes que estão acostumados a práticas dessa natureza precisam entender que mulher não é objeto. Eu faço esse alerta para que as mulheres denunciem, seja homem público, vou não”, pontuou.

Segundo Emília, a legislação brasileira prevê punições para quem comete assédio sexual, mas o crime ainda é pouco denunciado. As mulheres sentem vergonha de falar com as famílias sobre o que estão passando.

“É preciso denunciar esse tipo de crime e fazer o que for possível para combater essa prática abominável. É um massacre para a autoestima de qualquer mulher e precisamos nos somar para pormos um fim nesse mal”, ressaltou.

Por fim, mais uma vez a parlamentar encoraja as mulheres a que façam suas denuncias e ajudem a combater esse crime. Em locais públicos ou privados, as vitimas dessas situações podem buscar a ajuda de um policial ou segurança do local.

“Assédio sexual não é cantada, nem paquera ou elogio. É uma manifestação grosseira, independente da vontade da pessoa a quem é dirigida e que pode ser configurado como crime, dependendo do comportamento do assediador”, concluiu.

Por Andrea Lima – DRT 1861 SE

Ascom / EC

Foto: César de Oliveira

Comente: