Elber quer saber o que Edvaldo vai fazer com R$ 9,6 milhões a quatro meses das eleições

Diante da possibilidade de mais um empréstimo a ser contraído pela Prefeitura Municipal de de Aracaju (PMA) no valor de R$ 9,6 milhões, o vereador Elber Batalha (PSB) criticou a postura do Executivo em adquirir mais dívidas sem especificar aonde irá gastar.

Segundo o projeto de empréstimo, que já foi enviado à Câmara Municipal de Aracaju (CMA), este montante seria para modernizar a administração, numa forma muito genérica de pedido. Além disso, o projeto não faz nenhum detalhamento em relação ao contrato. Diz apenas que a verba será utilizada na aquisição de softwares. “Isso me lembra um fato que não terminou muito bem semana passada que foi em relação a um empréstimo feito pelo indicado de André Moura no INSS, que também seria para aquisição de softwares, só que a uma empresa de bebidas alcoólicas. Muito me espanta a coincidência dos contratos de um dos maiores aliados do prefeito Edvaldo Nogueira. As práticas se repetem”, relacionou.

Elber ainda questiona que a Prefeitura não consegue firmar compromissos salariais com os servidores e onde seriam gastos os recursos do empréstimo. “Os servidores estão num processo de negociação salarial, com tanta obra e tantas melhorias ainda a serem feitas em Aracaju, é muito vago e genérico o pedido desse empréstimo. Chamo atenção para as coincidências do teor dos empréstimos e precisamos ter muito critério para aprovar um projeto desta natureza. O que será feito com esses R$9,6 milhões a quatro meses de uma eleição?”, perguntou.

Comente: