Deputados participam de reunião para barrar hibernização da Fafen

Preocupados com a situação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados em Sergipe (Fafen), os deputados estaduais Kitty Lima (PPS) e Georgeo Passos (PPS) participaram de uma reunião promovida pelo senador Alessandro Vieira (PPS), que teve como objetivo unir esforços para barrar o processo de hibernização da Fafen. O encontro aconteceu no auditório do Shopping Casa Design.

De acordo com a parlamentar, Kitty Lima, ficou clara a necessidade de fazer algo com urgência, pois os trabalhadores precisam de atenção e é inadmissível deixar esse assunto de lado. “Estou disposta a lutar para que nenhum trabalhador seja esquecido”, declarou a deputada, acrescentando que representantes do Governo do Estado que afirmaram, de maneira unânime, que existem condições de tornar a fábrica economicamente viável.

O senador Alessandro Vieira destacou que a articulação entre parlamentares de Sergipe e Bahia, Governo do Estado, empresários, sindicatos e prefeituras dos municípios afetados, poderá solucionar a situação das Fafens em Sergipe e na Bahia. “É uma demanda justa, pois a Fafen é economicamente viável e possui importância estratégica para o país. Ainda tem a questão social, principalmente em Sergipe, que é um estado pobre”.

O secretário da Sedetec também participou da discussão, levando dados técnicos relacionados à produção de fertilizantes no Brasil. Segundo José Augusto, as fábricas de fertilizantes cumprem um papel fundamental no país de desenvolvimento da agricultura e da economia.

“Fechar a Fafen significa destruir a agricultura. Se o país tem a pretensão de ser um celeiro agrícola, um produtor agrícola, como é que se fecha a fábrica de fertilizantes? Na prática, temos hoje duas fábricas de fertilizantes nitrogenados em atuação no país. Essas duas fábricas em conjunto respondem a 20% da produção de fertilizantes. Os grandes produtores de grãos, a exemplo de China, Índia e Canadá, exigem pelo menos 50 % da produção de fertilizantes seja feita em solo pátrio. Portanto, ter uma produção de fertilizantes abaixo de 50% é colocar o país em risco”, ressaltou José Augusto.

Participação

Também participaram do evento, o deputado federal Laércio Oliveira, os deputados estaduais Georgeo Passos, Kitty Lima e Rodrigo Valadares; o prefeito de Laranjeiras, Paulo Hagenbeck; o ex-governador de Sergipe, Albano Franco; e o diretor do Sindicato Unificado dos Trabalhadores Petroleiros, Petroquímicos, Químicos e Plásticos nos Estados de Alagoas e Sergipe (Sindipetro), Edivaldo Leandro.

Por Kelly Monique Oliveira – Rede Alese – com informações da ASN

Foto: Divulgação/@kittylima.oficial

Comente: