CPI não é instrumento de acusação

 

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (Patriota) ocupou a tribuna durante o pequeno expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), para destacar a instalação, por determinação da justiça e de forma definitiva,  da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Lixo, na Casa Legislativa.

A  parlamentar lembrou que a CPI deveria ter sido instalada ainda em 2017 e que a Casa  utilizou de manobras regimentais  para impedir o trabalho de averiguação dos contratos firmados pela Prefeitura de Aracaju com a Torre Empreendimentos para a coleta do lixo e limpeza pública entre os anos de 2010 e 2016.

“O povo de Aracaju entendeu. A Casa protelou para não mostrar a verdade. Mas não existe a necessidade de temor sobre a sua instalação. A CPI não é um instrumento de acusação, mas  de esclarecimento e  essa é uma das atribuições dos parlamentares. Os vereadores  têm o dever  de fiscalizar a administração e não lavar as mãos. O povo de Aracaju precisa saber  a verdade”, concluiu.

Ascom

Foto: Gilton Rosas

Comente: