Centro de Arte e Cultura J. Inácio realiza exposição “Mesas para Mães”

Entre as peças em exposição, haverá renda irlandesa, guardanapos de ponto de cruz, objetos decorativos para aparadores, bordados em redendê, fruteiras, mesa confeccionada em patchwork de ferro, entre outras expressões da arte sergipana

Em celebração ao Dia das Mães que se aproxima, o Centro de Arte e Cultura J. Inácio, vinculado à Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão e Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos (Seidh), realizará às 18h desta terça-feira, 26, a abertura da exposição “Mesas para Mães”. A mostra, que acontecerá no próprio Centro, conterá trabalhos de 14 expositores, e seguirá até o dia 09 de maio.

As peças são mesas decoradas, assinadas por Afrânio Reis, Ateliê das Amigas, Barroso Melo, Celi Miranda, Dora Guerra, Ilma Shantu, Jaci Rosa Cruz, Jorge Luiz, Socorro Souza, Lícia Violeta e Camila Martins, Sayonara Viana, Raisa Nunes e Ronaldo Lima.

Entre as peças em exposição, haverá renda irlandesa, guardanapos de ponto de cruz, objetos decorativos para aparadores, bordados em redendê, fruteiras, mesa confeccionada em patchwork de ferro, entre outras expressões da arte sergipana. De acordo com o diretor do Centro de Arte e Cultura J. Inácio, Guga Viana, a ideia surgiu de uma ‘confraria de cabeças pensantes’, incluindo artistas plásticos e artesãos.

“As mesas são compostas pelo artesanato sergipano e todas elas têm grande importância. O objetivo é divulgar essas artes, assim como reforçar a existência do Centro de Arte e Cultura. Com as nossas produções, buscamos atingir não apenas os turistas, mas toda a comunidade sergipana”, pontua Guga Viana.

Sobre o Centro

Cravado no coração da Orla de Atalaia, o Centro de Arte e Cultura J. Inácio é parada obrigatória para o turista que visita Aracaju, mas está de portas abertas também à toda a população sergipana. Destinado à comercialização de peças artesanais e fomento à economia criativa, o Centro conta hoje com exposição de peças de cerca de 100 artesãos e artistas plásticos, colocando o seu espaço a serviço da Arte e à concretização de sonhos.

 

Comente: