Cabo Amintas alerta MPE quanto aos “tubarões” que estão fazendo festa no mar de lamas da Prefeitura

Na noite de ontem, 14, durante o programa “Nas Ruas”, apresentado pelo vereador de Aracaju, Cabo Amintas (PTB), através da sua página Facebook e no Instagram, o parlamentar criticou as ações da gestão municipal relacionadas à saúde pública.

“Nós não temos garantia nenhuma de saúde pública! Nada! O prefeito Edvaldo Nogueira resolveu, no final de dezembro, dar um presente aos médicos. Os profissionais que trabalhavam no sistema de contrato como autônomos, prestando serviços, recebiam R$120 por hora trabalhada. Aí o prefeito Edvaldo, na malandragem, anunciou para esses médicos que a hora teria o valor de R$75. Imagine você, trabalhador, que recebe R$120 pela hora trabalhada, sabendo que passará a ganhar R$75. Praticamente ouvindo um ‘se quiser assim, fique, se não quiser, saia’”, explicou Amintas.

Depois desse impasse, na última semana, a secretária da área, Waneska Barboza, apontou que seria feita a contratação de uma empresa para administrar o Hospital Nestor Piva, localizado na Zona Norte. Isso sob a informação de que a medida era necessária para driblar a crise já instalada.

O parlamentar, em seguida, comentou sobre a contratação da empresa e a indignação dos profissionais da saúde. “Os médicos, obviamente, não aceitaram essa proposta do prefeito. É absurda! Reduzir o salário do trabalhador é errado, o dele não reduz em nada! Sabendo que os médicos não aceitariam isso, ele já estava preparado! De imediato uma empresa foi contratada, essa empresa que vai administrar o Nestor Piva receberá dois milhões da prefeitura por mês e vai pagar aos médicos contratados exatamente os R$120. É uma maracutaia ou não é?”, questionou.

Por fim, Cabo Amintas instigou os órgãos responsáveis a investigar a fundo as razões para a contratação da empresa. 

“Dá pro pessoal do Ministério Público acordar pra ver o que está acontecendo? Eles estão pagando o mesmo valor que a prefeitura estava pagando, e aí reduz para R$75 para poder contratar, a título de emergência, uma empresa, fugindo do processo licitatório! De quem é essa empresa? Nós já estamos buscando essas informações porque tem alguém faturando alto com essa jogada!”, declarou, incisivo.

Ainda sobre o MPE, Cabo Amintas usou de trocadilhos para chamar a atenção do órgão quanto a manter o foco onde, de fato, se faz necessário. “Com todo o respeito que tenho aos membros do Ministério Público mas, infelizmente, às vezes se atentam aos ‘peixes pequenos’ enquanto os ‘tubarões’ estão fazendo a festa nesse mar de lamas. E o prefeito [Edvaldo Nogueira] é um tubarão e todos sabem disso. Se não querem prestar a atenção, um dia vocês vao ter que se explicar! Quem sabe uma hora não acontece um reboliço nesse estado e a gente começa a esclarecer muita coisa que a população ainda não sabe”, alertou.

Comente: