Banese obtém lucro líquido de R$ 65,5 milhões em 2016

Presidente do Banese, Fernando Mota, afirma que o banco avançou na capacidade de atender às novas demandas que surgem no mercado bancário

 

 

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) obteve lucro líquido de R$ 65,5 milhões em 2016. O resultado foi publicado no Relatório da Administração do Banese referente a 2016, divulgado nesta terça-feira, 21.

Para o presidente do Banese, Fernando Mota, em 2016 o banco avançou na capacidade de atender às novas demandas que surgem no mercado bancário, adotando uma estratégia que ao longo do ano focou na qualidade e diversificação da oferta de produtos e serviços aos seus clientes, com inovação, segmentação e eficiência em todos os seus canais de atendimento.

”Para isso, firmamos parcerias estratégicas essenciais em nossas áreas de negócio e investimos no desenvolvimento tecnológico e humano do banco”, disse Fernando Mota em sua mensagem de apresentação do relatório da Administração referente a 2016. “Todas as medidas adotadas, juntamente ao empenho dos nossos colaboradores e empresas relacionadas, contribuíram para a alavancagem dos nossos negócios em 2016”, ressaltou o presidente na mensagem em que também agradece aos funcionários do banco, pela dedicação e esforço, e aos clientes e acionistas, pela confiança na instituição.

De acordo com o relatório da Diretoria do Banese, o desempenho do exercício de 2016 foi afetado pelos seguintes fatores: aumento das despesas de provisão para operações de crédito; crescimento da margem financeira pela reprecificação da carteira de crédito e maior volume das operações ativas; crescimento das receitas de serviços e tarifas, por força dos novos serviços disponibilizados ao mercado; e reversões de provisões para operações de crédito e para perdas em sociedade controlada.

 

“Alinhado com as premissas de sua gestão estratégica, o Banese vem apresentando crescimento em seus ativos” – diz o relatório. Segundo os dados, os ativos totais do banco cresceram 11,5% ou R$ 436,4 milhões em 2016 quando relacionados a 2015, registrando saldo de R$ 4,2 bilhões ao final de dezembro, reflexo do crescimento dos ativos de crédito e das aplicações financeiras.

 

Já o patrimônio líquido da empresa, registrou R$ 335 milhões no final de 2016, com incremento de 16,1% ou R$ 46,4 milhões, em relação a 2015, enquanto as receitas de prestação de serviços e de tarifas registraram R$ 101 milhões, com variação positiva de R$ 18,2 milhões (22,0%) quando comparadas ao ano anterior.

 

Em Sergipe, o Banese é líder em crédito comercial e captação de depósito à vista. Com 63 agências, 422 Caixas Eletrônicos, 241 Correspondentes no País e 10 Postos de Serviços, o Banese possui a maior rede de atendimento bancário do Estado, com presença na capital e no interior, além de contar com aplicativo para celular e tablet e atendimento via facebook.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *