Banese comemora resultados da Rede Saque e Pague

Rede Saque e Pague Banese é pioneira na utilização de caixas eletrônicos que proporcionam a realização de depósitos em dinheiro sem envelope
 O Banco do Estado de Sergipe (Banese), com o intuito de executar a estratégia de ampliação do uso dos canais de autoatendimento, vem fortalecendo a sua rede de Caixas Eletrônicos instalados em estabelecimentos comerciais. Em parceria com a Rede Saque e Pague, o Banese trouxe para o Nordeste, de forma pioneira, uma solução tecnológica inovadora que permite a realização de depósitos em dinheiro sem envelope onde o valor é disponibilizado na conta do cliente em tempo real.

Lançada em Sergipe em novembro de 2014, a Rede Saque e Pague completa dois anos com 56 terminais de autoatendimento em todo o Estado: 34 em Aracaju e 22 no interior. Os equipamentos estão instalados em lojas de correspondentes bancários, supermercados e postos de gasolina, dentre outros estabelecimentos comerciais. Em 2014, a Rede Saque e Pague foi implantada em Sergipe com quatro terminais. Em dois anos, a rede experimentou um crescimento 14 vezes maior, com a instalação de mais 52 equipamentos.

Os caixas eletrônicos da Rede Saque e Pague Banese disponibilizam, além de depósitos online em dinheiro sem envelope, transações de saque, saldo, extrato, pagamento de faturas com débito em conta corrente e recarga de celular em dinheiro, entre outras. Segundo o Banese, desde o seu lançamento em Sergipe a Rede Saque e Pague já realizou mais de 1 milhão de transações. E de acordo com o plano de expansão da rede no Estado, até o final de 2016 haverá a instalação de mais 10 equipamentos.

A gerente de suporte da Área de Canais do Banese, Giselle Santana / Foto: Luis Mendonça
A gerente de suporte da Área de Canais do Banese, Giselle Santana / Foto: Luis Mendonça

Para a gerente de suporte da Área de Canais do Banese, Giselle Santana, os terminais Saque e Pague proporcionam uma experiência encantadora para os clientes, pois entregam modernização e praticidade. “Além disso, possibilitam um maior fluxo de pessoas nos estabelecimentos comerciais onde se localizam, contribuindo para os negócios dessas empresas”, disse a gerente, acentuando que os investimentos do banco em inovações tecnológicas fazem parte do novo conceito adotado pela instituição chamado de Banese 2.0.

Comente: