Bandidos tomaram conta de Sergipe

A defensora pública e vereadora Emília Corrêa (Patriota),  usou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju  (CMA),  para cobrar segurança e combate ao crime, não somente na cidade de  Aracaju, com também no Estado de Sergipe. “ A questão da insegurança pública absoluta chegou em um nível que afronta a dignidade do ser humano”, desabafou.
Emília, que é pré-candidata ao Senado, apresentou na sessão desta quarta-feira o caso de um comerciante que já teve sua panificação, no bairro Coroa do Meio, zona sul de Aracaju (SE), assaltada 43 vezes ao longo de 20 anos. Somente em 2018, segundo o empresário, negócio da família foi invadido três vezes.
“Os assaltantes que chegaram de bicicleta, às quatro horas da tarde, promoveram, mais uma vez, uma devassa na vida desse cidadão. Isso é de revoltar! O Estado tem o dever de garantir segurança ao cidadão”, falou.
Emília se mostrou indignada por tantos sergipanos estarem vivendo tempos de terror e falta de segurança em suas comunidades.
“Os assaltantes desafiam o poder do Estado que se mostra na mais completa inércia.  Com tanta inoperância, os fora da lei se tornaram donos de Sergipe, e o cidadão de bem, o trabalhador e suas famílias, se tornaram reféns da incompetência de uma gestão de quatro anos. A segurança pública é uma demanda real  e urgente. É preciso enxergar as pessoas e as suas reais necessidades”, concluiu.
Ascom
Foto: César de Oliveira

Comente: