Aplicativo anti corrupção destaca honestidade de Belivaldo

Com experiência na Assembleia Legislativa e administração estadual, o governador e pré-candidato ao governo Belivaldo Chagas aparece, em um aplicativo, como político livre de processos de corrupção ou de improbidade administrativa.

O aplicativo, denominado ‘detector de Corrupção’, foi lançado na última sexta-feira (27) e usa o reconhecimento facial para listar processos e condenações contra políticos.Para acessar as informações, o usuário pode usar uma foto tirada presencialmente ou um cartaz, uma imagem da internet ou jornal. A checagem é gratuita e a ferramenta só está disponível para sistema IOS. As informações foram consolidadas a partir de bases de dados públicas de tribunais de diversas Instâncias.

Segundo a descrição do aplicativo na AppStore, o banco de dados abrange presidentes, vice-presidentes, senadores, deputados federais e governadores que ocuparam o cargo nos últimos oito anos. Também estão listados os atuais pré-candidatos à Presidência da República e a governos de Estados.

Natural de Simão Dias, Belivaldo Chagas assumiu o governo do Estado no último dia 07, em substituição a Jackson Barreto, que se licenciou para concorrer ao senado.  Em menos de um mês, o governador lançou um Plano de Segurança que reforça a presença de policiais militares e civis no interior, por meio de 11 delegacias, entregou bases móveis da PM no Agreste e Sertão, fez mudanças administrativas na Saúde; entregou sistemas simplificados de abastecimento no Baixo São Francisco e reforçou o pacote de medidas econômicas com a desativação do palácio de Veraneio.

Histórico

Exerceu a função de secretário da Casa Civil. É Defensor Público aposentado, foi deputado estadual por quatro legislaturas, secretário de Estado da Articulação com os Municípios, coordenador Geral do Projeto Nordeste, diretor presidente da Segrase e secretário de Estado de Educação, função na qual se destacou pela reestruturação das escolas estaduais e por sanear financeiramente a Secretaria de Educação (Seed). Exerceu o cargo de vice-governador no primeiro mandato do governador Marcelo Déda e, em 2014, foi eleito vice-governador.

Por: Ascom

Comente: