Acolhimento da Seed funcionou plenamente no Enem

Com uma estrutura montada previamente para atender aos alunos da rede pública, a Secretaria de Estado da Educação deu um bom aporte e apoio aos seus 22 mil estudantes que se submeteram às provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste sábado, 24.

 

Logo cedo várias barracas foram instaladas pela Seed em diversos pontos onde estão sendo realizadas as provas. Lá, se encontrava facilmente água, caneta preta transparente, refrigerante, praguinha e professores com muita disposição para transmitir conforto e força espiritual.

 

Também foram ver de perto da infraestrutura montada pela Seed o secretário da Educação, Jorge Carvalho, a superintendente Executiva, Marieta Oliveira, os coordenadores do Dase, Fábio Leite e Gilvânia Guimarães, as professoras Laila Gardênia e Josevanda Franco, a diretora do Ded, Gabriela Zelice, além da equipe Ascom e assessores diretos da Secretaria.

 

No interior do Estado, para transportar os estudantes, a Seed mobilizou mais de 10 veículos, entre Vans, ônibus, micro-ônibus, carros de passeio e até motos.  “A equipe respondeu às expectativas do nosso planejamento e agora é desejar sucesso aos nossos alunos”, pontuou o secretário Jorge Carvalho.

 

Nas barracas da Seed, os alunos não escondiam a ansiedade ante a realização das provas. “Mas estou confiante e, com fé em Deus, consiguirei uma vaga no curso de Educação Física”, disse a estudante do Colégio Vitória de Santa Maria, Crislaine Valença. Já sua irmã, Jéssica Oliveira, que já cursa Letras/Português na UFS, corre para mudar de curso. “Vou tentar Pedagogia”, enfatiza.

 

O secretário Jorge Carvalho, além do acompanhamento com o acolhimento, também fez visitas as outras barracas de colégio particulares, a exemplo do Amadeus, Jardins, Coesi, Master, Arquidiocesano e aos colégios Costa e Silva, Tobias Barreto e Universidade Tiradentes/Farolândia.

 

Pré-universitário

 

Aluna do Costa e Silva, do 3º ano, Maíra Ramos se diz preparada para conquistar uma vaga no curso de Medicina Veterinária. “Estudei muito, tive acesso ao pré-universitário do governo e acho que foi uma grande ajuda. Agora é fazer minha parte”, relatou.

 

A portofolhense Lucimáira de Campos, que está em Aracaju há dois anos, fez todos os seus estudos na Escola pública Lourival Baptista, e diz que chegou a sua hora de entrar no rol do ensino superior. “Quero trilhar a carreira de engenheira Civil e vou buscar meu espaço. Estou muito confiante”, declarou.

 

Horário

 

As provas do Enem continuam neste domingo, 25, com total apoio da Secretaria da Educação e toda estrutura de apoio que foi montada. Os portões das escolas fecham, impreterivelmente, às 12h.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *