“A sociedade está doente, as pessoas querem dinheiro a qualquer custo”, afirma Emília

A vereadora e defensora pública Emília Corrêa (Patriota), usou a Tribuna da Casa Legislativa Municipal, para falar da necessidade de refletir sobre as questões que envolvem os rumos que a sociedade brasileira está tomando, além de mostrar pontos importantes da reforma da Previdência.
“Vejam a que ponto chegamos na tentativa de burlar o sistema da Previdência, uma mãe usar produtos para cegar os filhos e conseguir benefício financeiro. As investigações ainda vão esclarecer melhor as coisas, mas é preciso refletir sobre a vida dessas crianças, sobre o que elas viveram. As pessoas estão se perdendo pela ambição do dinheiro, a sociedade está doente, querem dinheiro a qualquer custo, até mesmo prejudicando quem mais elas deveriam amar, isso é absurdo!”, exclamou.
Emília ressaltou que a Reforma da Previdência apesar de auxiliar a diminuir o inchaço por causa de casos como esse, também prevê injustiças.
“É claro que por causa de pessoas assim a Previdência está inchada, mas não por isso devemos deixar passar uma reforma que certamente vai cometer muitas injustiças. E nisso nós precisamos mesmo é de uma auditoria, saber onde estão os prejuízos que superlotam o previdenciário e tomar providências”, pontuou.
Ainda sobre o INSS, a parlamentar destacou a lentidão de muitas requisições de benefício, em casos com a documentação necessária correta e mesmo assim o pedido é negado.
“Como defensora pública, a gente tem acesso a muitos casos em que tudo está correto, mas o INSS manda por escrito um pedido negado, que vai para a Defensoria na esfera Federal, que encaminha para Defensoria da União que vai requerer na justiça, mas em todo esse processo a pessoa doente está esperando o benefício. Nesse momento, ou o solicitante já agravou o caso, ou em algumas situações e até já morreu, o que é uma injustiça absurda”, concluiu.
Ascom
Foto: Gilton Rosas

Comente: