“Pré-candidatura de Emília Corrêa é irreversível”

A informação é de João Nascimento, presidente do Patriota em Sergipe. A notícia foi dada durante um encontro do partido, nesta terça-feira, 26, em Aracaju(SE). Durante o evento foram confirmados ainda cinco pré-candidatos à deputado estadual e outras 12 pré-candidaturas à Câmara Federal.
Segundo o Presidente João Nascimento, a chapa majoritária ainda não está definida, abrindo assim espaço para alianças futuras. “Até as convenções partidárias vamos discutir como serão ocupadas as vagas para o governo, vice e a segunda para o Senado, porque o nome de consenso é o de Emília Corrêa” explicou João Nascimento.
Fiel aos seus princípios, a pré-candidata ao Senado Emília Corrêa, fez ressalva quanto às futuras possíveis coligações, classificando como complicador, qualquer aproximação com o grupo liderado pelo ex-governador Jackson Barreto e Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju. Restrição acordada com o presidente do Patriota.
Emília Corrêa afirma que, inicialmente a pretensão era entrar na disputa para uma cadeira na Assembleia Legislativa, com chances de ser eleita, segundo cientistas políticos, mas optou por encarar o desafio do que chama de “terreno proibido” para novos nomes. “As vagas do Senado, definitivamente, não têm donos. Gosto de desafios, não tenho medo de encarar os coronéis, e herdeiros, da velha política”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *