Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA)

Obesidade
Obesidade

Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA)

ESTEATOSE HEPÁTICA E ESTEATO-HEPATITE NÃO ALCOÓLICA (EHNA)

Introdução

Em 1980, Ludwig e colaboradores descreveram com o nome esteato-hepatite não-alcoólica (NASH) uma síndrome caracterizada por mulheres obesas e diabéticas que negavam o uso de álcool mas apresentavam alterações no fígado muito semelhantes a da hepatite alcoólica, com aumento do volume do fígado, alterações em exames laboratoriais e biópsias com macro vesículas de gordura (daí o nome esteatose, que vem de gordura) nos hepatócitos , necrose (morte celular) focal, inflamação e lesões chamadas de corpúsculos de Mallory.

O “fígado gorduroso” (F) tem aspecto mais amarelado e esbranquiçado, geralmente também com um volume um pouco maior do que o fígado normal (N).

Nas últimas 3 décadas, o “fígado gorduroso” tem sido alvo de grande interesse e investigação científica. Coincidindo com a epidemia de obesidade nos países desenvolvidos e o hábito crescente de dosar transaminases antes de iniciar tratamento para elevação do colesterol, observou-se um aumento semelhante na incidência de esteatose e que grande parte (atualmente, a maioria) dos exames laboratoriais que mostravam destruição de células do fígado eram causados por uma hepatite associada a essa esteatose. Estudos populacionais demonstraram ainda que provavelmente grande parte das cirroses previamente sem causa definida pode ser atribuida a esse tipo de hepatite.

Definições

Chamamos de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA, ou NAFLD, do inglês “nonalcoholic fatty liver disease”) o acúmulo de gordura no fígado (esteatose) não relacionada ao uso de álcool. A esteato-hepatite não-alcoólica (EHNA, ou NASH, do inglês “nonalcoholic steatohepatitis”) é uma DHGNA onde a presença da esteatose está relacionada a uma inflamação no fígado (hepatite). Assim, a esteatose hepática (“fígado gorduroso”) e a EHNA são apresentações diferentes da NAFLD, sendo que a primeira pode evoluir para a segunda. A cirrose de causa indefinida (criptogênica) onde observa-se esteatose, mas não há sinais de EHNA ativa, também está classificada como DHGNA.

Dr. Stéfano Gonçalves Jorge

22 comentários em “Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA)

  • 23 de julho de 2010 em 23:10
    Permalink

    Boa Noite,

    Gsotaria de saber como se trata, gordura no figado, se é perigo de falencia de orgãos, fiz recente uma tomografia e consta:inflamação gordurosa hepática. sem mais zaira galiani

  • 3 de fevereiro de 2010 em 12:30
    Permalink

    Boa Tarde Dr. Luiz de Padua,

    Eu gostaria de saber por que quando eu toma cerveja fica normal e quando não tomo cerveja eu fico com um calafrio e muito calor no corpo, o que é isso.

    aguardo resposta

    muito grato

  • 2 de fevereiro de 2010 em 21:41
    Permalink

    gOSTARIA DE SER ESCLARECIDO QUAIS AS PROVIDENCIAS E TRATAMENTO, DIETA… PARA A CURA OU PARA QUE A DOENÇA NÃO PROGRIDA.

Comente: