Emília Côrrea e Sindijor discutem projeto que garante meia-entrada para comunicadores

 

A defensora pública e vereadora, Emília Corrêa (PEN), apresentou ao Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (Sindijor/SE) o Projeto de Lei nº 12/2017, que garante meia-entrada para radialistas, jornalistas e publicitários em estabelecimentos e eventos culturais, esportivos, lazer e entretenimento no município de Aracaju.

O objetivo foi ouvir a categoria e detalhar a aplicação do projeto. Na oportunidade, o presidente Paulo Sousa considerou a iniciativa da parlamentar importante e aproveitou para sugerir algumas mudanças como os critérios para garantia do desconto de 50% aos jornalistas.

 

“Procuramos a vereadora que, de forma sensível, educada, respeitosa, e, conhecendo o papel social dos jornalistas, nos apresentou o projeto de lei 12/2017. Na ocasião, sugeri para que incluísse como exigência para ter o direito ao desconto a apresentação da carteira de jornalista, que é emitida pela Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) a pedido do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe, com o objetivo de assegurar o direito à meia-entrada. Em nome de toda a categoria jornalística, o Sindijor agradece a vereadora Emília Corrêa pela atenção e respeito aos profissionais da imprensa. E esperamos que todos os vereadores aprovem a matéria, pois somos nós os responsáveis pela divulgação e promoção da nossa cultura”, salienta.

 

A parlamentar acatou a sugestão da diretoria do Sindijor e fará uma pequena alteração no projeto. Será apresentada uma emenda determinando a meia-entrada ao profissional que apresentar a Carteira Nacional de Jornalista.

 

Para Emília Corrêa, o objetivo principal do projeto é a unificação da classe comunicadora e o reconhecimento do seu papel na construção social. “Os comunicadores elevam a cultura sergipana com trabalho, toque e leitura. Esse projeto vai promover um grande incentivo e garantir o livre acesso da imprensa às atividades culturais da cidade”, pontuou.

 

Projeto – Protocolado no último dia 3, na Câmara Municipal de Aracaju, o Projeto de Lei 12/2017 assegura o pagamento de 50% do valor cobrado pelo ingresso nas casas de eventos, espetáculos teatrais, musicais, circenses, exibições cinematográfica, eventos culturais, artísticos e de lazer, praças desportivas e similares para radialistas, jornalistas e publicitários. Se aprovado pela maioria dos vereadores, seguirá para sanção do prefeito Edvaldo Nogueira.