Acidente Vascular Cerebral – AVC

AVC
AVC

É POSSÍVEL PREVENIR !!

O Acidente Vascular Cerebral ( AVC ) conhecido popularmente como Derrame Cerebral é uma patologia que quando não leva ao óbito subitamente, tem deixado muitas seqüelas em muitos pacientes e modifica hábitos familiares porque o doente que teve um derrame cerebral necessita de cuidados especiais e por isso mobiliza sua família.

O Acidente Vascular Cerebral é decorrente de um distúrbio e de alterações nas paredes das artérias cerebrais.

As artérias cerebrais começam a sofrer alterações por causa de varias situações que ocorrem com o nosso organismo. Alterações estas que com o tempo vão refletir sobre a circulação cerebral.Quem não cuida da saúde pode apresentar muitas conseqüências e nisso esta incluído os danos cerebrais.

Dentre as doenças e modo de vida que levamos, temos várias causas que podem provocar o AVC :

1. Hipertensão Arterial Sistêmica
2. Diabetes Mellitus
3. Doença cardíaca
4. Hiperlipidemias (aumento do colesterol,triglicérides)
5. Uso de anticoncepcionais
6. Drogas
7. Álcool
8. Fumo
9. Doenças tromboembólicas
10. Vida sedentária
11. Stress
12. História familiar
13. Excesso de peso ( obesidade )
14. Idade avançada.

Por isso é importante:

1. manter a pressão arterial nos níveis normais,
2. nunca deixar o colesterol ou triglicérides aumentarem,
3. controlar a glicose no sangue,
4. cuidar bem do coração,
5. não exagerar ou abusar do uso de bebidas alcoólicas
6. Não ter o hábito de fumar.
7. Praticar exercícios pois são muito saudáveis para o corpo e mente.
8. Manter uma dieta saudável para não ter aumento de peso.
9. Quem tem parente que teve AVC (pais , avós) deve ter muito cuidado por causa do fator hereditário.
10. E quanto mais idade a pessoa tiver, maior deve

ser os cuidados, pois os riscos aumentam.

Tipos de AVC :

1. Acidente Vascular Cerebral Isquêmico:

O acidente vascular isquêmico consiste na oclusão de um vaso sangüíneo que interrompe o fluxo de sangue a uma região específica do cérebro, interferindo com as funções neurológicas dependentes daquela região afetada, produzindo uma sintomatologia ou deficits característicos.

2. Acidente Vascular Cerebral Transitório :

Clinicamente, corresponde a uma isquemia passageira que não chega a constituir uma lesão neurológica definitiva e não deixa seqüela. É um episódio súbito de deficit sanguíneo em uma região do cérebro com manifestações neurológicas, que se recuperam em minutos ou em até 24 horas. Constitui um fator de risco muito importante, visto que, uma elevada porcentagem dos pacientes podem apresentar um AVC isquemico ou hemorragico nos dias subsequentes.

3. Acidente Vascular Hemorrágico:

No acidente vascular hemorrágico existe hemorragia (sangramento) local, com outros fatores complicadores tais como aumento da pressão intracraniana, edema (inchaço) cerebral, entre outros, levando a sinais nem sempre focais.

Principais sinais e sintomas que podem preceder um AVC:

* Cefaleia (dor de cabeça) intensa e súbita sem causa aparente
* Dormência nos braços e nas pernas
* Dificuldade de falar e perda de equilíbrio
* Diminuição ou perda súbita da força na face, braço ou perna do lado esquerdo ou direito do corpo
* Alteração súbita da sensibilidade, com sensação de formigamento na face, braço ou perna de um lado do corpo
* Perda súbita de visão em um olho ou nos dois
* Alteração aguda da fala, incluindo dificuldade para articular e expressar palavras ou para compreender a linguagem
* Instabilidade, vertigem súbita e intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos

Como identificar que uma pessoa teve o acidente vascular cerebral:

* Pedir em primeiro lugar para que a pessoa sorria. Se ela mover sua face só para um dos lados, pode estar tendo um AVC.
* Pedir para que que levante os braços. Caso haja dificuldades para levantar um deles ou, após levantar os dois, um deles caia, procurar socorro médico.
* Dê uma ordem ou peça que a pessoa repita alguma frase. Se ela não responder ao pedido, pode estar sofrendo um derrame cerebral.

TRATAMENTO PARA O AVC

A maioria do tratamento é feito inicialmente em ambiente hospitalar incluindo aí exames especificos como tomografia, angiografia, ressonancia magnetica etc e depois deve ser continuado em domicilio e em ambulatorios para controle e reavaliaçao medica.

Nao deixar de ter acompanhamento médico e sempre pelo menos mensalmente ou de 3 em 3 meses. Retornar ao medico para reavaliaçao ou realizaçao de exames é fundamental para a melhora clinica.

Fique atento com sua saúde. Previna – se do acidente vascular cerebral.Tome medidas para melhorar sua qualidade de vida.

Deixe uma resposta