Sema fiscaliza terrenos baldios no bairro Coroa do Meio

Um dos bairros de Aracaju que apresenta altos índices de terrenos baldios é o Coroa do Meio. Por isso, toda essa região está sendo fiscalizada pela Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) que, desde julho até hoje, já flagrou mais de 30 terrenos abandonados.
A Sema vem recebendo constantes denúncias sobre a problemática do lixo no bairro. De acordo com o secretário da Sema, Cesar Viana, a secretaria vem intensificando as vistorias no local. “É uma área que vem nos preocupando muito. Geralmente esses terrenos encontrados não estão murados, não possuem passeios públicos, a vegetação é bastante elevada, o que facilita o depósito de resíduos e acúmulo de dejetos. Estamos intensificando as vistorias em todo bairro”, relata.
Nas fiscalizações, a Sema segue a Lei 1.721, do Código de Limpeza Urbana, que dispõe sobre a limpeza e conservação do espaço. “Estamos percorrendo todas as ruas do bairro para identificar todos os terrenos que estão passíveis à notificação. A gente exige o que está no código, cumprindo as normas legais”, relata o coordenador de resíduos, Etelvino Alves.
Depois de feita a inspeção, os fiscais da Sema realizam uma análise sobre o terreno e voltam até lá. “Nós damos um prazo de 30 dias para o proprietário cumprir a notificação, quando o prazo se encerra voltamos ao local. Se cumpriu, arquivamos o processo, caso não, abrimos um processo administrativo”, informa a analista ambiental da Sema, Pablina Ferreira.
Não só o bairro Coroa do Meio irá receber as equipes da Sema. Os fiscais estarão em toda a cidade fiscalizando terrenos baldios. “Contamos também com a colaboração da população para que denunciem, entrem em contato com a gente, nos ajude a combater este problema. Queremos evitar pontos viciados de descarte de resíduos e punir quem descarta”, pontua o secretário.
Para efetuar uma denúncia na Sema, basta ligar para o telefone: 98149-2497, ou ir até a sede, que fica situada na rua Santa Luzia, nº 926, bairro São José.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *