Saúde de Aracaju fez a diferença no Dia de Combate ao Aedes aegypti

Neste sábado, 13, a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), participou da Campanha Nacional de Combate ao Aedes aegypti, intitulada “Força Amiga”. A mobilização, que teve a abertura na sede do 28º BC, contou com a visita do ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, que percorreu as ruas de Aracaju ao lado do prefeito João Alves Filho e de diversas autoridades do Estado para orientar os moradores sobre o combate ao mosquito. A estimativa para todo o dia é que 70 mil residências aracajuanas sejam visitadas.

Após a abertura, as ações se concentraram na Unidade de Saúde da Família Oswaldo de Souza, no bairro Getúlio Vargas, onde foi apresentada uma peça de teatro sobre oAedes aegypti, com o grupo de teatro “Cones”, da SMTT, e o grupo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema). Após a apresentação, o ministro, acompanhado do prefeito e demais presentes, realizaram, junto com os Agentes de Endemias e soldados das Forças Armadas, visitas a casas no Getúlio Vargas e, em seguida, no bairro Industrial.

O secretário Municipal da Saúde, Luciano Paz, ressaltou a importância das Forças Armadas e da presença ministro nessa mobilização nacional. “A prefeitura está se engajando nessa luta com os agentes de Endemias, que já vinham realizando mutirões aos sábados com o apoio do Exército e dos agentes de saúde desde dezembro de 2015. Hoje, queremos intensificar ainda mais as ações disseminando as informações de combate ao Aedes para toda a população. A intensão é conscientizar os moradores sobre a participação deles nesse controle dos focos do mosquito”, explicou.

“Hoje estamos nos organizando para enfrentar esse mosquito e é preciso que a mídia também esteja envolvida para alertar que não são só as Forças Armadas e o Governo que deve entrar nessa luta, pois a população também tem que estar junto conosco nessa guerra contra o mosquito. O Brasil iniciou sem retrocesso essa guerra, ou seja, iremos continuar essas ações até que consigamos controlar esse inimigo, passando as informações à população. Não adianta combater só hoje, mas todos os dias e em todas as casas”, disse o secretário Estadual de Saúde, Zezinho Sobral.

Aprovação Popular

A moradora do bairro Getúlio Vargas, Maria José Ferreira, ficou muito alegre com a visita que recebeu neste sábado. “Acho muito importante essa mobilização que estão fazendo hoje. É uma gratificação receber todas essas pessoas em minha casa para alertar sobre esse mosquito que faz tanto mal”, afirmou.  “Eu estou fazendo a minha parte não deixando água parada, evito deixar água nas plantas, viro de cabeça para baixo as garrafas e até o tanquinho eu lavo com frequência. E todo mundo deveria fazer o mesmo, cuidar da sua casa, pois eu, mesmo com tanto cuidado, já tive dengue duas vezes e não quero ter mais nenhuma doença transmitida pelo Aedes”, completou Maria José.

Para Luiz Felipe, essa mobilização é importante para toda a comunidade, pois fica melhor de combater o mosquito quando todos estão unidos. “Os focos são encontrados em lugares simples, na maioria das vezes dentro das casas, então só com essas mobilizações e orientações que a sociedade vai começar a perceber que é preciso cada um fazer a sua parte. Eu recebi o panfleto que eles distribuíram e também fiz questão de colocar um cartaz na loja que eu trabalho com as orientações de como fazer a prevenção”, explicou.

Ações em toda a Capital

Durante todo o dia, foram visitados os bairros que apresentaram índices elevados de infestação do Aedes aegypti, porém, abrangendo também regiões onde a situação se mostrou controlada. Ao todo, 18 bairros receberam as visitas, que são: 17 de Março, Santa Maria, Bugio, Santos Dumont, 18 do Forte, 13 de Julho, Coroa do Meio, Atalaia, Industrial, Mosqueiro, Aeroporto, Robalo, Areia Branca, Suissa, Pereira Lobo, Getúlio Vargas e Farolândia.

“Essa é uma ação conjunta, pois em apenas um dia, podemos atingir um número maior de imóveis. Durante a mobilização, a Secretaria Municipal de Saúde contou com o apoio de 50 alunos de Enfermagem da Universidade Tiradentes. Nossos profissionais também estiveram no Ceasa com a equipe do Teatro da SMTT, que também panfletaram no semáforo da rua Laranjeiras com avenida Gentil Tavares. Ainda tiveram ações com o caminhão da Emsurb, stands nos Shoppings Riomar e Jardins e o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Defesa Civil Municipal e Guarda Municipal. Todos juntos em colaboração com o Exército para acabar com esse mosquito”, enfatizou a diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Tereza Cristina Maynard.

Comente: