Recuperação da ponte sobre o Rio do Sal está 80% executada

Previsão é que, nos próximos 15 dias, seja concluída a obra

Os serviços de recuperação da ponte José Rollemberg Leite, localizada entre o bairro Porto D’anta, na capital sergipana, e o Conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro, estão em fase final. A previsão é que, nos próximos 15 dias, seja concluída a obra.

Realizada pelo governo de Sergipe, por meio da parceria entre secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) e a Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), a reforma recebe investimentos do tesouro estadual no valor de R$ 2.339.879,70 e corresponde à recuperação estrutural das estacas, sapatas e dos 18 pilares de concreto armado, tratamento das juntas de dilatação da laje de concreto armado, tratamento de fissuras estabilizadas e juntas inativas, acabamento de superfície de concreto projetado, recuperação de placas de concreto armado pré-moldadas dos passeios e pintura dos guarda-corpos e guarda-rodas.

Segundo o secretário Estadual da Infraestrutura, Valmor Barbosa, a obra entrou na reta final. “Fizemos toda a recuperação em um lado da parte superior da ponte, incluindo a parte danificada do passeio e a liberamos para o tráfego e, atualmente, parte do efetivo de 20 profissionais está executando esse mesmo serviço no lado oposto”, explica.
Ele acrescenta que os trabalhos de recuperação dos pilares estão ainda mais avançados. “Concluímos a recuperação dos seis pilares em terra firme. Dos 12 dentro do rio, oito já estão prontos, um grupo de operários está finalizando o jateamento em dois deles, enquanto outro grupo iniciou as atividades nos dois restantes, detalha.
Valmor Barbosa ressalta que mesmo tendo sido parcialmente suspensos em razão das intempéries climáticas, o andamento dos trabalhos segue o cronograma previsto. “As incessantes chuvas acima do esperado fez com que perdêssemos alguns dias de trabalho, uma vez que o volume de água no rio aliado à variação da maré impedia a recuperação dos 12 pilares, porém, como desenvolvemos uma boa frente de trabalho desde o início não tivemos atrasos e o percentual executado já corresponde a 80%. Assim que concluirmos esses serviços, faremos o acabamento e por fim a pintura, o que garantirá à população a entrega da obra no prazo estabelecido”, afirma.

Deixe uma resposta